A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/10/2015 13:20

Protesto contra fatiamento de Lava Jato é equívoco, diz presidente do STF

Antonio Marques e Leonardo Rocha
O presidente do STF, Ricardo Lewandowiski, (centro) que participou de Audiência de Custódia no TJ/MS, considerou protesto de apoio ao juiz Sérgio Moro equivocado (Foto: Marcos Ermínio)O presidente do STF, Ricardo Lewandowiski, (centro) que participou de Audiência de Custódia no TJ/MS, considerou protesto de apoio ao juiz Sérgio Moro equivocado (Foto: Marcos Ermínio)
Após evento e homenagem, presidente do STF defende fatiamento de processo que investiga corrupção na Petrobras (Foto: Marcos Ermínio)Após evento e homenagem, presidente do STF defende fatiamento de processo que investiga corrupção na Petrobras (Foto: Marcos Ermínio)

Meia dúzia de integrantes do movimento Pátria Livre de Campo Grande aproveitou a presença do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) ministro Ricardo Lewandowski no TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) para manifestar apoio ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pela operação Lava Jato. Eles são contra o fatiamento do processo, que transfere parte para julgamento no Supremo. O ministro considerou o protesto equivocado.

Lewandowski veio a Campo Grande para o lançamento do programa Audiência de Custódia, que aconteceu, nesta manhã, no Tribunal Pleno do TJ/MS. Com isso, a justiça passa a promover audiências entre os presos em flagrante e um juiz no prazo de 24 horas.

Ao final da solenidade, seis membros do movimento que estava no plenário se levantaram e começaram a gritar “Viva Sérgio Moro” e “Somos contra o fatiamento da Lava Jato.” Em seguida tentaram colocar máscara com a face do juiz federal, mas foram impedidos pelos seguranças, que os retiram do local.

Os manifestantes foram acompanhados pelos seguranças até o lado de fora do Tribunal de Justiça. O médico Antonio Carlos disse que esperaram a solenidade terminar para não atrapalhar o evento. “Queríamos mandar um recado contra a ação que fatia o processo da Lava Jato”, comentou, reclamando ainda que foram impedidos de se expressarem.

Antonio Carlos destacou que o grupo é contra o aparelhamento das instâncias jurídicas por pessoas do Partido dos Trabalhadores e contra as ações de corrupção no país. “Fazemos parte de um movimento democrático e quisemos demonstrar apoio ao Sérgio Moro”, declarou. A professora Fabrícia Salles, coordenadora do movimento no estado, também participou da manifestação no Tribunal.

Ao final da primeira Audiência de Custódia, também realizada nas dependências do TJ/MS, o ministro Ricardo Lewandowski disse que esses protestos são poucos em grupos de cinco a seis pessoas e "defino como manifestações equivocadas", declarou.

O presidente do STF explicou que o Supremo decidiu por 8 votos a 2 que a competência criminal foi onde ocorreu o crime e lembrou que existem mais de dois mil juízes federais preparados para julgar esses processos, além de 17 mil juízes em todo o país. "Essa decisão do Supremo contribui para agilizar as investigações, desconcentrando as ações, pois serão mais pessoas dedicadas aos processos", concluiu Ricardo Lewandowski. 

Manifestante é contida durante protesto no Tribunal de Justiça (Foto: Marcos Ermínio)Manifestante é contida durante protesto no Tribunal de Justiça (Foto: Marcos Ermínio)
Sérgio Moro e banda
A Operação Lava-Jato, além de mostrar aos cidadãos de bem que é possível combater a corrupção, também tem servido de lição àqueles que pertencem às i...
TJMS decide quem irá julgar acusado por matar segurança no trânsito
Caberá aos desembargadores do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) decidirem se Richard Ildivan Gomide Lima será julgado pelo Tribunal do...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Manifestantes ainda são poucos pq a maioria que também está descontente ainda acredita que 6 farão o trabalho de 1.000; os silenciosa que estão apenas na plateia ainda terão tempo de se arrepender. Fora PT! Contra o aparelhamento do STF!
 
monica em 05/10/2015 15:18:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions