A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

06/05/2014 13:14

PSDB diz que disputa ao Senado é remota, preferência é candidatura própria

Leonardo Rocha e Kleber Clajus
Monteiro diz que disputa ao Senado ficou remota para Azambuja (Foto: Arquivo)Monteiro diz que disputa ao Senado ficou remota para Azambuja (Foto: Arquivo)
Vereadora Professora Rose diz que decisão será em grupo e que precisa ter o aval da população (Foto: Arquivo)Vereadora Professora Rose diz que decisão será em grupo e que precisa ter o aval da população (Foto: Arquivo)

O presidente estadual do PSDB, o deputado Marcio Monteiro, afirmou que uma possível articulação com outras legendas tendo o deputado Reinaldo Azambuja (PSDB) como candidato ao Senado é remota, já que o caminho deve ser a candidatura própria ao governo estadual.

“Não descartamos nenhuma possibilidade, mas após o não prosseguimento do diálogo com o PT, a preferência é termos candidato ao governo, a possibilidade ao Senado fica remota”, apontou ele.

A vereadora Professora Rose (PSDB) ressaltou que esta decisão de Azambuja será tomada em grupo e certamente baseada em pesquisas junto à população. “Não seremos candidato ao governo se não tiver o apoio e o apelo da população”, destacou.

Monteiro voltou a citar partidos como PPS, PSB e DEM como possíveis aliados nesta disputa e ainda ressaltou que o PSB pode ser um eventual parceiro. “Temos um ótimo relacionamento tanto a nível estadual, como nacional, seria uma ótima aliança”, ressaltou ele.

Sobre o fato dos dois partidos (PSB-PSDB) terem candidatos a presidente, o líder tucano diz que não vê dificuldades com esta situação em Mato Grosso do Sul. “Cada um irá dispor de palanque para seu candidato, sem qualquer dificuldade, isto não atrapalha”.

Em relação ao possível apoio do PMDB a Eduardo Campos, em Mato Grosso do Sul, para conseguir o apoio do PSB, Monteiro não se mostra preocupado. “O PMDB deve seguir seu principal líder que é o André (Puccinelli), que já falou várias vezes em apoiar a Dilma (Rousseff), só muda este quadro se ele mudar de ideia”, aposta ele.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions