A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

24/09/2013 19:53

PT do B diz a Nelsinho que aliança pressupõe espaço eleitoral e no governo

Zemil Rocha e Zana Zaidan
Nelsinho dando entrevista ao lado do presidente estadual do PT do B (Foto: Marcos Ermínio)Nelsinho dando entrevista ao lado do presidente estadual do PT do B (Foto: Marcos Ermínio)

As lideranças do PT do B reunidas esta tarde com o pré-candidato a governador do PMDB, Nelsinho Trad, saíram do encontro enfatizando que apoio eleitoral pressupões espaço político na eleição proporcional (vagas da Assembleia e Câmara Federal) e no governo do Estado, em caso de vitória. Nelsinho foi o primeiro pré-candidato a procurar o PT do B.

O presidente estadual do PT do B, Morivaldo Firmino de Oliveira, enalteceu o crescimento apresentado pela legenda nos últimos anos. “Hoje o partido está em outro nível. Antigamente era partido pequeno, mas nas últimas eleições conquistamos três cadeiras de deputado estadual, três de vereador na Capital e elegemos 26 vereadores no interior, três prefeitos e três vice-prefeitos”, destacou. “O partido com essa estatura não pode viver nas sombras de outros”, emendou.

Nessa situação, segundo ele, o PT do B tem a preocupação de ter “condições de governabilidade e ampla participação em secretarias em caso de possível vitória”. Outra pretensão do partido, conforme o presidente, é a costura de uma coligação em chapa proporcional em que ele tenha “condições de competitividade”. Observou que esse espaço na eleição proporcional não seria possível, por exemplo, numa chapa ao lado do PMDB, que é partido grande e consolidado no Estado e que naturalmente vai lançar alto número de candidatos. “Mas não podemos fechar as portas para nenhum partido”, ressalvou.

A deputada estadual Mara Caseiro disse que cada deputado tem seu reduto eleitoral e se preocupa com ele na hora de discutir alianças eleitorais. “É natural que cada um queira puxar atenção para sua região. Vamos levar isso em conta, antes de definir qual vai ser a aliança do PT do B”, informou ela, relatando que essa preocupação foi apresentada a Nelsinho.

Para Mara Caseiro, a visão do pré-candidato do PMDB vai ao encontro do que o PT do B acredita. “Foi uma conversa muito boa e Nelsinho tem visão de compromisso e abertura com nosso partido”, elogiou a parlamentar.

Caminho natural – O pré-candidato a governador Nelsinho Trad enalteceu o avanço que o PT do B tem alcançado em Mato Grosso do Sul, com grande representatividade na Assembleia Legislativa e Câmara de Campo Grande, e destacou que esse partido está no rol natural de aliados dos peemedebistas, já que atualmente apoia o governador André Puccinelli.

Para ele, não se pode “forçar a barra” quanto a alianças eleitorais, como seria, por exemplo, um acordo com os petistas. Segundo ele, os próprios eleitores não compreenderiam isso.

Nelsinho considera que o PT do B é um partido “de médio para grande porte” e afirmou que é “extremamente importante a parceria” com essa legenda.

Voltou a dizer que reconhece sua deficiência no interior do Estado e considera que o PT do B pode ajudar a superar isso. “Vou contar com braços deles para ir às cidades onde tenham representatividade”, apontou, referindo-se aos deputados estaduais do PT do B.

 




unica coisa que os partidos ajudam em uma eleição, é o tempo no radio e na televisão,todos se lembram das ultimas eleições em campo grande, eram mais de dez partidos contra o atual prefeito, e perderam, então ficou bem claro, quem decide é o povo,esses partidos que não tem tradição alguma querem valorizar o seu passe e principalmente cargos.
 
osvaldo willian da silva em 25/09/2013 08:34:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions