A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 15 de Dezembro de 2018

23/06/2018 16:38

PT já tem 'vaquinha virtual' e PDT quer lançar site de doação semana que vem

Em MS, Humberto Amaducci é o pré-candidato ao governo pelo Partido dos Trablhadores

Mayara Bueno
No sentido horário os pré-candidatos, conforme seus partidos, Reinaldo Azambuja (PSDB), André Puccinelli (MDB), Humberto Amaducci (PT) e Odilon de Oliveira (PDT) (Fotos: Marcos Ermínio/Campo Grande News e Adriano Moretto/Dourados News).No sentido horário os pré-candidatos, conforme seus partidos, Reinaldo Azambuja (PSDB), André Puccinelli (MDB), Humberto Amaducci (PT) e Odilon de Oliveira (PDT) (Fotos: Marcos Ermínio/Campo Grande News e Adriano Moretto/Dourados News).

Das pré-candidaturas ao governo de Mato Grosso do Sul anunciadas, o PT é o primeiro a começar a vaquinha virtual - mecanismo permitido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para arrecadação de recursos financeiros para a eleição de 2018.

O site, específico para receber doações, foi lançado na quinta-feira (dia 21), e tem na capa a foto do pré-candidato Humberto Amaducci com um vídeo institucional sobre ele. A meta estipulada é R$ 13 mil e, até agora, R$ 1,2 mil já foram depositados.

O mecanismo, novo nesta eleição, é autorizado pelo TSE, que determina às campanhas a contratação de uma empresa para prestar este serviço. Com o dinheiro, segundo a assessoria do PT, o objetivo principal é estruturar a campanha digital até julho. 

No site, constará quem doou, o CPF e o valor doado - que não deve passar de 10% do que o contribuinte declarou no Imposto Renda, de acordo com o que prevê regra. A doação mínima é R$ 10 e o máximo por dia não pode ultrapassar R$ 1.064,00 por dia - valores que podem ser pagos no boleto ou cartão de crédito.

Apesar do montante fixado no portal, o pré-candidato disse essa semana que a pretensão "é arrecadar mais de R$ 2 milhões". "A eleição mudou. Com fim do financiamento empresarial, temos que voltar as origens do PT, com os simpatizantes doando recursos para as campanhas, participando de jantares, festas ou comprando camisetas e broches do partido", afirma.

Próximas - As outras pré-candidaturas anunciadas em MS já haviam dito que pretedem lançar a plataforma para conseguir angariar recursos para campanha. O PDT, que tem o juiz federal aposentado, Odilon de Oliveira, como pré-candidato, deve ser o próximo a lançar o site.

Segundo a assessoria, o portal deve ser lançado já na próxima semana. O PSDB aguarda orientações da cúpula nacional do partido para adotar a mesma medida no Estado. Os tucanos trabalham para reeleger o atual governador Reinaldo Azambuja.

Não conseguimos contato com a equipe do ex-governador André Puccinelli, pré-candidato do MDB. Contudo, anteriormente, o presidente municipal da legenda, Ulisses Rocha, afirmou que pretende usar a ferramenta.

Sistema - Os candidatos só receberão estes recursos depois que apresentarem o registro de candidatura. Caso eles desistam de participar do pleito, os valores devem ser devolvidos para os respectivos doadores. A novidade entrou em vigor em 15 de maio.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions