A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/04/2013 18:01

PT regional discute processos éticos de Bonito e Sidrolândia amanhã

Zemil Rocha
Marcos Garcia disse que o PT também avaliará o cenário da sucessão estadual (Foto: Arquivo)Marcos Garcia disse que o PT também avaliará o cenário da sucessão estadual (Foto: Arquivo)

A direção estadual do PT promove reunião amanhã para discutir processos éticos contra três filiados, dois de Bonito e um de Sidrolândia. “O problema é de disputa entre filiados”, informou o presidente regional do PT, Marcos Garcia, negando-se, porém, a dar mais detalhes.

Segundo Garcia, como se trata de processo ético disciplinar, há exigência estatutária de preservação do sigilo. Além disso, conforme declarou, a Executiva regional tomou decisão nesse sentido. “Se eu der maiores detalhes, vou descumprir decisão que a Executiva tomou”, argumentou ele, observando que a reunião na sede do Diretório Regional do PT, em virtude disso, será fechada, sem possibilidade de acesso à imprensa.

Sucessão e seminários – Os integrantes da direção estadual do PT também vão discutir na reunião de amanhã, que começa às 9 horas, na Rua Antônio Vieira, 263, a conjuntura política com foco na sucessão do governador André Puccinelli e a definição do calendário de seminários regionais, que começaram por Corumbá, no sábado passado.

Marcos Garcia disse que o PT segue se organizando para lançar a candidatura do senador Delcídio do Amaral ao governo do Estado. Segundo ele, o partido já está preocupado em buscar aliados. “Estamos dialogando com vários partidos, entre eles os que já caminham conosco desde as eleições anteriores, como o PSB, PDT, PC do B, PV e PSC”, revelou. Questionado sobre novas legendas com possibilidade de aderir ao projeto de Delcídio, Garcia disse que ainda há um “longo caminho” até que as negociações se tornem mais efetivas. “Mas no mínimo queremos reeditar com os partidos do campo progressista”, disse.

Quanto aos adversários, o dirigente petista garante que olhos e ouvidos estão atentos. “Também acompanhando a par e passo a movimentação dos outros partidos”, afirmou ele nesta sexta-feira. O cenário, segundo Garcia, indica que o PMDB vai ter candidato próprio no Estado, apesar de estarem aliados a nível nacional em torno da reeleição da presidenta Dilma Roussef. O petista não citou, mas o PSDB também articula o lançamento de Reinaldo Azambuja na disputa pelo governo do Estado.

Sobre os encontros regionais do PT, o próximo deve acontecer em Dourados. “Em Campo Grande será o fechamento”, informou Marcos Garcia, salientando, porém, que as datas serão definidas na reunião de amanhã.

 

 

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions