A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

25/07/2014 11:01

Questão técnica atrasa aluguel e Hospital vai custar até R$ 24 milhões

Kleber Clajus
Convênio ainda não foi totalmente concluído e se faz mistério sobre valor de arrendamento do Sírio Libanês (Foto: Marcos Ermínio)Convênio ainda não foi totalmente concluído e se faz mistério sobre valor de arrendamento do Sírio Libanês (Foto: Marcos Ermínio)

O Hospital da Criança da rede pública, que vai funcionar no Hospital Sírio Libanês, terá custo de até R$ 24 milhões por ano. Questões técnicas adiaram para a próxima semana o arrendamento do estabelecimento, que terá custeio de R$ 24 milhões anuais para operar como unidade de atendimento pediátrico, em Campo Grande. A informação foi confirmada, nesta sexta-feira (25), pelo prefeito Gilmar Olarte (PP).

“Fica para próxima semana por questões técnicas, mas estamos com quase tudo pronto. Vamos gastar entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões por mês com arrendamento, médicos e custeio de todo o hospital”, ressaltou Olarte, durante entrega de uniformes no Jardim Noroeste.

O convênio, previsto para ser assinado entre hoje e segunda-feira (28), ainda não foi totalmente concluído e tampouco divulgado o valor do arrendamento a ser pago ao grupo hospitalar El Kadri pela estrutura e equipamentos de que dispõe o hospital.

A proposta inicial é de que a unidade tenha suas operações iniciadas a partir de agosto com cinco pediatras em três turnos e atendimento ambulatorial 24 horas. Também não se descarta a realização de cirurgias eletivas.

Dos 100 leitos que dispõe a estrutura localizada na Avenida Afonso Pena, 40 serão destinados para crianças e os outros 60 para adultos a fim de dar apoio às UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e centros regionais de saúde, que contabilizam média de 20 a 30 pacientes internados.

Cerca de 50 profissionais devem atuar no hospital, entre equipe médica e administrativa, sendo originários de remanejamento de outras unidades de saúde e de contratações temporárias.

Hospital Municipal – O arrendamento do Sírio Libanês não coloca fim ao projeto da Prefeitura em construir um hospital municipal na área do Exército, entre as Avenidas Tamandaré e Euller de Azevedo. A negociação inclui permuta de área em troca da construção de casas para os militares.

A área é considerada estratégica pelo prefeito e o Governo Federal já empenhou parte dos R$ 120 milhões necessários para a construção da unidade, que também tem prevista construção de um terminal de ônibus na mesma área.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions