A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

14/08/2018 18:45

Quinto a registrar candidatura, Amaducci declara patrimônio de R$ 447 mil

Maioria dos valores do petista são vinculados a três imóveis; candidatos do PDT, PSDB, Psol e PV também apresentaram inscrições ao TRE

Humberto Marques
Amaducci teve registro de candidatura encaminhado ao TRE nesta terça-feira. (Foto: Arquivo)Amaducci teve registro de candidatura encaminhado ao TRE nesta terça-feira. (Foto: Arquivo)

Quinto candidato a registrar candidatura ao governo do Estado, o professor Humberto Amaducci (PT) declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 447.423,48. Os dados foram lançados no sistema da Justiça Eleitoral na tarde desta terça-feira (14), véspera do prazo limite para registro de candidaturas. Ele foi o segundo candidato a ter o nome aprovado em convenção, realizada em 28 de junho na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores na Educação de Mato Grosso do Sul).

Ex-prefeito de Mundo Novo –a 476 km de Campo Grande–, Amaducci informou ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) ser proprietário de três imóveis, que somados representam R$ 434 mil de seus bens. Os R$ 13.423,48 restantes representam recursos em contas correntes, declaradas em duas rubricas.

Além dos dados de Amaducci, o PT lançou informações da vice, Luciene Maria da Silva –a Doutora Luciene–, que declarou a posse de R$ 8.989,58, distribuídos em conta corrente e caderneta de poupança.

Concorrentes – Além de Amaducci, João Alfredo (Psol) e Marcelo Bluma (PV), bem como seus vices, também registraram suas candidaturas nesta terça-feira. No dia anterior, Reinaldo Azambuja (PSDB) e Odilon de Oliveira (PDT) tiveram seus dados financeiros disponibilizados pelo sistema da Justiça Eleitoral.

Desta forma, seguindo as conversações políticas desencadeadas desde as convenções partidárias, faltaria apenas uma candidatura ao governo do Estado a ser registrada nesta quarta-feira (15), prazo limite dado pela Justiça Eleitoral para apresentação dos resultados das convenções. Nesta terça, o MDB confirmou a inscrição do presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi, como candidato a governador.

A campanha eleitoral propriamente dita está autorizada a ser iniciada na quinta-feira (16).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions