A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/12/2013 10:56

Reajuste dos professores deve ser aprovado ainda hoje pelos deputados

Francisco Júnior

O rejuste dos professores dos professores da Rede Estadual de Ensino deve ser aprovado ainda hoje pelos deputados. Ontem (16) o Governo estadual e a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação) entraram em acordo e, sendo aprovado, o aumento salarial da categoria será de 8,5% e entrará em vigor a partir do dia 1 de janeiro de 2014.

O governador André Puccinelli esteve nesta manhã na Assembleia e destacou que até 2014 sua administração já terá cumprido 69,29% do piso salarial por 20 horas e o restante será feito em quatro anos. Ele afirmou que a intenção da federação era que o piso fosse cumprido em três anos, mas ressaltou que “nenhum governador e nem candidato ao governo estadual iria assumir um compromisso como esse”, disse.

Mato Grosso do Sul será o primeiro estado brasileiro a pagar o piso nacional para uma jornada de 20 horas para o magistério, sendo o segundo maior do País.

O deputado estadual Jerson Domingos confirmou que o projeto vai ser votado ainda hoje e que Mato Grosso do Sul vai sair na frente de todos os Estados.

De acordo com Roberto Botarelli, presidente da Fetems, hoje o governo paga por 40 horas R$2.167,00 e que em quatro anos o Estado vai chegar ao piso nacional de 20 horas.

Um professor com nível superior poderá receber R$ 1.880,40 para jornada de 20 horas.



GOSTARIA DE SABER PORQUE ALGUMAS CLASSES DE SERVIDORES SÃO TÃO PREVILEGIADAS EM RELAÇÃO AO AUMENTO E OUTRAS O SR. GOVERNADOR NEM SE QUER SE LEMBRA DE DAR UM AUMENTO DIGNO COMO A CLASSE DE SEGURANÇA PUBLICA.
OLHE UM POUCO MAIS P/ NOS POLICIAIS MILITARES, QUE DEIXAMOS OS NOSSOS FAMILIARES EM CASA E NUNCA SABEMOS SE IREMOS VOLTAR!!!
O QUE QUEREMOS NESTE MOMENTO É APENAS UM SALARIO DIGNO!
 
SANDRA SILVA em 17/12/2013 13:33:36
O ilustre governador se esqueceu de dizer que o magistério estadual está nesta situação por culpa dele mesmo que, depois de 2008 (quando foi aprovada a Lei do Piso), o dito cujo (em conjunto com outros governadores), entrou com uma ADIN no Supremo, contra a implantação do Piso Salarial dos Professores. E hoje quer posar de bom mocinho ao lado da FETEMS.
 
Antonio Paredes em 17/12/2013 11:45:31
"Mato Grosso do Sul será o primeiro estado brasileiro a pagar o piso nacional para uma jornada de 20 horas para o magistério, sendo o segundo maior do País." Será?? Quando?? Como?? Acredite se quiser!! Isto se o piso ficar em R$ 1.567,00??
SEM VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DOCENTE, NÃO EXISTE EDUCAÇÃO DECENTE.
 
Antonio Paredes em 17/12/2013 11:36:31
Porque sera que o governador paga o aumento dos professores em janeiro e os policiais e bombeiros em maio depois ................
 
joao carlos em 17/12/2013 11:25:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions