A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/09/2013 15:03

Recém criado, Solidariedade pode cooptar um deputado federal em MS

Zemil Rocha
Geraldo Resende está na mira de Paulinho para o partido Solidariedade (Foto: arquivo)Geraldo Resende está na mira de Paulinho para o partido Solidariedade (Foto: arquivo)

O recém criado partido Solidariedade, cuja constituição foi aprovada ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), está de olho em um deputado federal de Mato Grosso do Sul. O líder nacional da nova legenda, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, já esteve conversando com o colega Geraldo Resende (PMDB-MS) e deverá oficializar o convite nos próximos dias.

Cortejado por vários parlamentares, o partido Solidariedade pode receber de 30 a 40 deputados e senadores, além de integrantes das Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais. As filiações mais recentes devem ser de parlamentares federais que vão concorrer nas próximas eleições de 2014, já que o prazo para trocar partidária termina no dia 5 de outubro.

No partido, o Solidariedade conseguiu assinatura de 503 mil eleitores no País, número superior ao mínimo de 0,5% de apoiamentos em relação ao eleitorado. No Mato Grosso do Sul foram cerca de 10 mil assinaturas. Boa parte delas foi conquistada através do meio sindical, já que Paulinho é dirigente da Força Sindical, que esteve no Estado há cerca de dois meses e reuniu-se com o governador André Puccinelli (PMDB), para comunicar que o Solidariedade seria formalizado em Mato Grosso do Sul.

No Estado, um dos principais articuladores do partido é Idelmar Mota, presidente da Força Sindical e do Sindicato dos Comerciários de Campo Grande. Outro sindicalista que vem buscando organizar a legenda em Mato Grosso do Sul é Estevão Rocha, também da direção da Força Sindical.

Segundo Estevão Rocha, ainda não há data definida para formalização da Comissão Provisória do partido Solidariedade no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso do Sul. “Aqui ainda dependemos da solução de algumas pendências por parte da direção nacional do Solidariedade. Vem de lá a autorização”, informou ele.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions