A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/08/2014 17:13

Reinaldo defende diminuição da carga tributária do Estado

Ludyney Moura
Reinaldo afirma que, se eleito, vai diminuir carga tributária do Estado. (Foto: Divulgação PSDB/Chico Ribeiro) Reinaldo afirma que, se eleito, vai diminuir carga tributária do Estado. (Foto: Divulgação PSDB/Chico Ribeiro)

Em campanha eleitoral no interior do Estado, o candidato do PSDB a governador, deputado federal Reinaldo Azambuja, afirmou que entre as metas de seu plano de governo, está a redução de impostos, como o fim do ICMS Garantido e a diminuição da alíquota sobre o diese.

“Temos que ter ousadia para mexer no sistema de impostos em Mato Grosso do Sul ou então vamos continuar andando para trás com as políticas dos governos do PT e do PMDB. O contribuinte paga muito imposto e não tem retorno, principalmente do governo federal do PT, que concentra 70% das receitas”, destacou Reinaldo, que cumpre agenda política no município de Navirai nessa sexta-feira (8).

A intenção do tucano é dar competitividade às micro e pequenas empresas do Estado, que sofrem com a carga tributária. De acordo com o deputado, de janeiro a julho de 2014, de cada R$ 100 pagos pelos contribuintes de Mato Grosso do Sul à União, apenas R$ 5 reais retornaram em forma de investimentos. Número da Receita Federal, apresentados por Reinaldo, mostram que o Governo Federal já arrecadou dos sul-mato-grossenses R$ 3,15 bilhões, e investiu aqui pouco mais de R$ 160 milhões.

O candidato acredita que seja possível reduzir o percentual de ICMS cobrado sobre o óleo diesel em Mato Grosso do Sul, 17%. “Não podemos continuar com isso. O Estado não pode criar dificuldades para o crescimento de quem trabalha e gera emprego”, afirmou Reinaldo, ressaltando que em São Paulo, principal centro consumidor e industrial do país, esse percentual é de 12%.

Para finalizar, o deputado afirmou que irá rever incentivos para atrair novas empresas ao Estado, manter as já instaladas e desburocratizar os processos para facilitar os investimentos em Mato Grosso do Sul.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions