A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/02/2009 07:56

Reunião com Lula tem participação de 3,5 mil prefeitos

Redação

Cerca de 3,5 mil prefeitos participam hoje e amanhã, em Brasília, de encontro nacional que tem o objetivo de reforçar as parcerias dos municípios com o governo federal. De Mato grosso do Sul, saiu uma caravana com 41 prefeitos, além de Nelsinho Trad (PMDB), que estava em São Paulo, mas já embarcou também para o Distrito Federal.

Organizado pela Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, o Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas será aberto às 15h pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Durante o evento, que terá a participação de vários ministros, serão discutidos assuntos como a aplicação de políticas federais e temas de interesse dos municípios, entre eles combate à mortalidade infantil e à dengue, analfabetismo, sub-registro civil, agricultura familiar, saneamento, urbanização e projetos culturais.

Segundo informações da Secretaria de Relações Institucionais, o presidente Lula vai assinar duas medidas provisórias durante o encontro. A primeira vai permitir o parcelamento em até 240 meses dos débitos dos municípios com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A segunda MP define regras para a regularização fundiária de terras da Amazônia Legal.

Lula também vai anunciar a liberação de R$ 980 milhões do Provias, linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que os municípios financiem a a compra de máquinas, veículos e outros equipamentos. A medida visa a garantir os investimentos para a geração de emprego e renda.

Outra atividade prevista é a realização de um painel, às 17h, sobre o combate à exploração sexual de crianças e de adolescentes, com a participação do presidente Lula e da primeira-dama Marisa Letícia. Também estarão presentes os ministros do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, e da Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH), Paulo Vannuchi, além do presidente do Conselho Nacional do Sesi, Jair Meneguelli. (Informações da Agência Brasil)

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions