ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 16º

Política

Riedel diz que vai em busca do apoio de todos os derrotados

Até o momeno nenhum apoio foi anunciado, mas tucano diz que vai dialogar com todo mundo

Jéssica Benitez | 03/10/2022 18:45
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Candidato tucano quer conversar com todos os que disputaram Governo (Foto Marcos Maluf)
Candidato tucano quer conversar com todos os que disputaram Governo (Foto Marcos Maluf)

Candidato ao Governo do Estado, o ex-secretário de Infraestrutura Eduardo Riedel (PSDB), disse que vai buscar diálogo com todos os candidatos que não conseguiram ir ao 2º turno em Mato Grosso do Sul, além de reforçar conversa com nomes que disputaram vaga para Assembleia Legislativa e Câmara Federal, eleitos ou não.

“Nós estamos conversando com todos os candidatos, os que venceram, os que perderam, tirando dúvidas do nosso projeto, reafirmando compromisso com esse Estado, e isso é natural da política”, disse ao Campo Grande News.

“Mas, a principal conversa é com o eleitor e a eleitora sul-mato-grossense para convencer que o nosso projeto é o melhor”, completou. Riedel obteve 25,16% dos votos neste domingo (2), ficando pouco atrás do deputado estadual Renan Contar (PRTB), que obteve 26,75% e concorre o segundo turno com o tucano.

Sobre o rumo que vai seguir nos próximos 27 dias que antecedem a votação que definirá o sucessor do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o postulante afirma que vai trabalhar especialmente “nos quatro eixos do nosso programa de governo, próspero, inclusivo, sustentável e digital, base de um novo futuro para Mato Grosso do Sul”.

Conversa – Dos outros seis candidatos que acabaram derrotados no primeiro turno, apenas o ex-governador André Puccinelli (MDB) sinalizou que, caso seja procurado, vai ouvir e definir quem apoiará. Rose Modesto (União Brasil), Giselle Marques (PT), Marquinhos Trad (PSD), Adonis Marcos (Psol) e Magno de Souza (PCO) ainda não se pronunciaram neste sentido.

A reportagem enviou as mesmas perguntas feitas a Riedel ao candidato Renan Contar, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta.

Nos siga no Google Notícias