A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/09/2013 18:50

Schimidt cobra compromisso que Nelsinho não teria cumprido com o PDT

Zemil Rocha e Zana Zaidan
Schimidt reclama de Nelsinho, mas diz também não ter garantias de Delcídio (Foto: João Garrigó)Schimidt reclama de Nelsinho, mas diz também não ter garantias de Delcídio (Foto: João Garrigó)

O presidente regional do PDT, João Leite Schimidt, tem desconfiança quanto a Nelsinho Trad atender seus pleitos em caso de aliança eleitoral, que foi solicitada hoje pelo pré-candidato a governador do PMDB em reunião na sede estadual dos pedetistas. “Lá atrás o Nelsinho não cumpriu muito não”, afirmou Schimidt, ao se lembrar do apoio em 2008 para a reeleição de Nelsinho na prefeitura da Capital, quando cargos prometidos não teriam sido entregues aos pedetistas.

Lúcido quando ao histórico das alianças do PDT, Schimidt observou que em 2004 seu partido disputou a Prefeitura de Campo Grande com Dagoberto Nogueira Filho, tendo Nelsinho como um dos adversários e o ungido pela vontade popular. De concorrente, recorda-se o presidente da legenda, o PDT passou a aliado na segunda eleição de Nelsinho. “Mas mesmo sendo aliados, Nelsinho não cumpriu uma secretaria que tinha prometido”, disse.

Instado a fazer comparação com relação ao senador Delcídio do Amaral, pré-candidato a governador do PT que esteve reunido ontem com os dirigentes pedetistas em busca de apoio, Leite Schimidt declarou: “Delcídio fala muito bem. Tem bom discurso de parlamentar, mas também não temos garantias se ele vai cumprir ou não”.

Schimidt também comentou sobre as idéias dos dois candidatos a governador em relação à educação, setor de especial destaque no programa nacional e regional do PDT. “Nelsinho ficou oito anos no Executivo e só conseguiu duas escolas integrais em Campo Grande”, apontou o presidente do PDT, demonstrando que não ficou entusiasmado com a superprodução de Nelsinho para a reunião com os pedetistas, levando inclusive apresentação de slides. Elogiou, porém, a disposição de Nelsinho de ampliar as escolas de tempo integral. “Não é fácil, mas é possível”, disse o peemedebista na reunião, segundo o vereador Paulo Pedra, que também esteve presente.

Ainda segundo Pedra, na reunião de ontem, o senador Delcídio bateu muito na tecla da federalização da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), ponto que teria agradado os pedetistas. Delcídio é signatário da PEC 32 que pede federalização da educação junto com Cristóvão Buarque, uma das principais lideranças nacional do PDT.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions