A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

01/12/2017 10:54

Se expulsão ocorrer, PDT vai pedir mandato de Takimoto, diz deputado

Parlamentar estadual votou sim para reforma da Previdência, medida que o partido é contrário

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
Dagoberto Nogueira em discurso durante evento do PDT. (Foto: Leonardo Rocha).Dagoberto Nogueira em discurso durante evento do PDT. (Foto: Leonardo Rocha).

Se a expulsão do deputado estadual George Takimoto ocorrer, o PDT vai pedir ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) o mandato do parlamentar. Quem afirma é o deputado federal Dagoberto Nogueira nesta sexta-feira (1º), quando acontece a eleição do diretório.

Conforme o dirigente, o documento com pedido de expulsão apresentado nesta manhã será encaminhado para o Conselho de Ética, que vai avaliar a demanda. No entanto, quem vai bater o martelo será o diretório regional.

Takimoto votou à favor da reforma da Previdência, aprovada na Assembleia Legislativa na terça-feira (28), medida que o PDT é contrário. "Ele votou à favor da reforma mesmo tendo uma definição nacional e estadual contra", relembra Dagoberto.

O parlamentar afirmou que não vai emitir seu posicionamento sobre se George deve ou não ser expulso. "Não posso adiantar meu voto, porque da outra vez eu falei e isso foi usado contra o partido pelos deputados estaduais. Alegaram depois que sofreram perseguição".

Ambos no PSDB, os deputados Beto Pereira e Felipe Orro saíram do PDT em meados do ano passado, o que gerou polêmica na ocasião.

Pela lei eleitoral, um partido pode pedir o mandato de volta se for comprovada a infidelidade partidária. Que é quando o parlamentar deixa de seguir orientações e indicações do diretório da legenda pelo qual foi eleito.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions