A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/03/2015 14:12

Secretário faz limpa e exonera metade dos funcionários da Cultura

Priscilla Peres
Pimentel assumiu interinamente a Fundac, há uma semana. (Foto: Marcelo Calazans)Pimentel assumiu interinamente a Fundac, há uma semana. (Foto: Marcelo Calazans)

O secretário interino da Fundac (Fundação Municipal da Cultura), Rodrigo Pimentel exonerou hoje 21 dos 46 servidores. Ele alega que a limpa faz parte de uma série de ações da prefeitura voltadas para conter gastos e manter a saúde financeira do município.

De acordo com Pimentel, a exoneração de 21 servidores vai resultar em economia mensal de R$ 65 mil, o que significa que cada funcionário recebia ao menos R$ 3 mil. Até o fim do ano a economia, só nessa pasta, pode chegar a R$ 700 mil.

"Quando entrei de interino na Fundac (há uma semana) o prefeito pediu para eu fazer uma análise da folha de pagamento da secretaria e exonerar o que fosse possível. Nós demitimos os cargos comissionados e vamos ficar apenas com os concursados", explica Rodrigo Pimentel, ao afirmar que a pasta tem plenas condições de atuar apenas com metade do efetivo.

O secretário conta que a limpa começou pela Cultura, mas vai se estender a todas as outras. "Isso vai se repedir em outras secretarias, que vão ter que fazer esse arrocho financeiro". Desde o ano passado, o prefeito Gilmar Olarte (PP) tem adotado medidas para conter gastos e garantir o pagamento de funcionários e servidores.

No início deste mês, artistas ocuparam a Fundac pedindo o pagamento de editais de incentivo a projetos, o cumprimento de 1% da cultura e pagamentos de cachês atrasados. Para o secretário, as exonerações atendem pedidos feitos pelos artistas, como enxugar a folha de pagamento.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions