A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/04/2015 19:17

Secretário pretende lançar novos editais de obras nos próximos dias

Ricardo Campos Jr. e Michel Faustino
Miglioli diz que todas as obras inacabadas devem ser concluídas e receberão igual atenção (Foto: Fernando Antunes)Miglioli diz que todas as obras inacabadas devem ser concluídas e receberão igual atenção (Foto: Fernando Antunes)

A comemoração dos primeiros cem dias do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) é vista como um divisor de águas para o secretário estadual de infraestrutura, Ednei Marcelo Miglioli. Com a reestruturação da pasta, além da conclusão dos empreendimentos inacabados, ele afirma que devem ser lançados nos próximos dias de 30 a 40 editais de novas obras e renovação de contratos para manutenção das estruturas já existentes,

“A nossa gestão vai começar a ser implementada a partir de agora”, garante. Com relação aos projetos ainda em andamento, não haverá prioridades e todos receberão igual atenção, segundo Miglioli. Os maiores, na opinião do secretário, são o campus da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande e o Aquário do Pantanal.

Evento realizado durante a noite desta sexta-feira (10) marca os cem primeiros dias do governo tucano no estado. Segundo Miglioli, ele e os demais chefes das pastas assinarão termos de compromisso com as principais metas que pretendem cumprir no restante do mandato.

Rombo – Durante a semana, Azambuja fez uma prestação de contas e informou que falta no caixa a quantia de R$ 192 milhões para a conclusão das obras inacabadas, mas que 80% serão terminadas até dezembro deste ano.

Para terminar todas as obras seriam necessários R$ 578.801.346,31. Mas, a gestão anterior deixou em caixa somente R$ 331.705.785,84, montante adquirido através de convênios com terceiros, além de R$ 53.828.640,33 em saldo da conta corrente do Governo e R$ 913.210,50 de saldo da Sanesul (conta corrente) para dar em contrapartida nos seus projetos com o poder público.

Ao todo são 301 obras. São 77 empreendimentos viários como: pavimentações de rodovias e construção de pontes de concreto; 60 empreendimentos civis como: construção de órgãos públicos e presídios e 64 obras de infraestrutura urbana.

Na cerimônia, Reinaldo também citou o que já fez até o momento, desde quando entrou no Governo. Para terminar as obras, por exemplo, ele renegociou os contratos e estruturou o novo modelo de contratação de serviços em obras do Estado.

Secretário pretende lançar novos editais de obras nos próximos dias


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions