A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

29/08/2013 17:25

Semy Ferraz diz que gestão atual gasta 67% menos em “tapa-buraco”

Zemil Rocha
 Semy contestou dados do vereador Elizeu sobre gasto com tapa-buracos (Foto: Arquivo) Semy contestou dados do vereador Elizeu sobre gasto com tapa-buracos (Foto: Arquivo)

O secretário de Infraestrutura, Transporte e Habitação da Prefeitura de Campo Grande, Semy Ferraz, afirmou nesta quinta-feira (29) que o gasto com “tapa-buraco” no primeiro semestre da atual gestão comparado com os últimos seis meses da anterior caiu 67%. De janeiro a junho deste ano, segundo ele, a despesa com tapa-buraco e revestimento primário (cascalhamento) totalizou R$ 60,1 milhões, enquanto de julho a dezembro do ano passado atingiu R$ 182,7 milhões, representando uma redução de R$ 122,6 milhões na atual gestão do prefeito Alcides Bernal (PP).

Semy Ferraz também contestou os números apresentados pelo relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Calote, Elizeu Dionízio (PSL), de que a prefeitura teria pago de janeiro a junho R$ 83 milhões com tapa-buraco e empenhado no período mais R$ 297 milhões, o que totaliza R$ 380 milhões.

“O vereador foi muito relapso quando não checou a informação. Tem o dever de fiscalizar, mas com cuidado. Se ele soubesse analisar o Orçamento da prefeitura saberia que é absurdo”, afirmou Semy. “No Orçamento deste ano a verba para manutenção de vias é de R$ 169 milhões para o ano todo”, acrescentou. “Como gastaria R$ 380 milhões?”, indagou o secretário.

Empate com Estado – O valor investido pelo prefeito Alcides Bernal em “tapa-buracos” na Capital no primeiro semestre do ano, contudo, é quase igual ao gasto pelo governo do Estado nas suas rodovias. Dados divulgados hoje pelo governo de Mato Grosso do Sul revelam que de janeiro a junho foram utilizados R$ 60,5 milhões em serviços de restauração e conservação de rodovias estaduais distribuídas pelos 79 municípios. O gasto da Capital no período foi de R$ 60,1 milhões.

Para Semy Ferraz, porém, essa comparação não pode ser feita. “É irreal. Não dá para comparar realidades tão diferentes”, argumentou o secretário. “Teria de analisar a malha viária, a pavimentação e a qualidade. Com certeza a malha do Estado é mais nova que a da Prefeitura”, acrescentou.

Lembrou que quando Zeca do PT governou o Estado “fez muita revitalização de rodovia”, o que também foi continuado pela gestão de André Puccinelli. “O Fundersul tem verba especifica para isso”, observou. “E aí diminui a necessidade de investir em tapa buraco”, argumentou. “Não podemos comparar alhos com bugalhos”, insistiu Semy.

Semy vai à Câmara esclarecer gastos com tapa-buraco na próxima semana
O secretário Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha), Semy Ferraz, irá à Câmara Municipal na próxima terça-feira às 15h para e...
Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...


Caro secretário, creio que não tens andado pela cidade, onde temos buracos espalhados pela cidade inteira, e quando não há buraco, encontramos vias que parecem mais uma colcha de retalhos, onde o que sobra é apenas suspensão danificadas de uma população que paga seus impostos em dia, e quando não o faz, tem sido cobrado judicialmente. Não tem lido também os noticiários, onde essa semana, uma família perdeu um jovem que desviou de um buraco e acabou colidindo em outra moto. Assim, acredito que essa verba, que é destinada a recuperação das vias SEJAM MELHOR APLICADAS, caso contrario, terão que devolver, pois com certeza, deve ser recurso de convenio federal. Estamos de olho, e não arrume explicações fajutas.
 
André Gomes em 30/08/2013 08:28:16
Na gestão anterior, certo dia era um sábado, aí acordei com máquinas trabalhando na minha rua, jogando massa e passando com o tratorzinho em cima, tapando buracos que nem sequer existiam. Cada um conclua o que quiser. Eu acredito no que esse cara tá dizendo aí. Espero que independente de partidos, Campo Grande melhora cada vez mais.
 
Paulo Miranda em 30/08/2013 08:20:53
secretário, sua pasta gasta menos porque trabalha menos.visite os bairros secretários e vai ver o estrago que as chuvas fizeram.sai de perto da rua spipe calarge e visite o grande santo amaro e veja como as coisas estão.visite a rua yokoama,a amelio carvalho baís,a rua florestal na coophatrabalho,a rua fernando de noronha e tantas outras.se é que sabe onde ficam estas ruas, se é que algum dia saiu de seu gabinete.tenho certeza que vai encontrar uma forma de gastar o dinheiro que economizou.
 
Carlos Henrique em 29/08/2013 21:06:24
Porque taparam menos buraco.
 
Fátima Maria Ribeiro Dos Santos em 29/08/2013 21:02:05
Além de tapar buracos os gestores da prefeitura poderiam tbém dar uma geral nos semáforos (estragam todos os dias, geralmente os mesmos), fazer (pintar) a sinalização horizontal das ruas, enfim contribuir um pouco para o transito não ficar tão caótico. Muitas ruas do centro, que possuem trânsito intenso estão com a sinalização horizontal totalmente apagadas. Deve ser porque tem "chovido" demais!!!!
 
rita de cassia em 29/08/2013 20:14:18
Poderia gastar um pouco mais e tampar o burras da Rua Professor Xandinho com a Av. Eduardo Elias Zahran
 
Jeferson Dias em 29/08/2013 19:40:46
Vereador Semy! o tapa buraco ocorre todo ano, pois a chuva também ocorre anualmente. Recapear é solução, pois um recapeamento dura em média 5 anos. Aí existe um grande nicho de ganhar dinheiro.
 
Rinaldo Ribeiro em 29/08/2013 19:09:03
claro que devem ter gastado menos pois na cidade os asfaltos só tem crateras se não faz gastasse menos mesmo né secretario?Toda hora a gente cai em um buraco não aguento fazer alinhamento em meu veiculo
 
CLAUDINEI BRAZ DE LIMA em 29/08/2013 19:02:42
Caro Sr. Ferraz, lembro-me da campanha do atual Prefeito da capital que a gestão dele não haveria operação "Tapa buracos" e que as vias da capital seriam recapeadas. Agora pelo valor gasto em período de seca, não foi muito não? E quando começar o período de chuvas?
 
Lucia Pereira em 29/08/2013 18:30:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions