A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/05/2016 11:49

Senado faz 1º intervalo na sessão de impeachment; 5 senadores discursaram

Votação está prevista para às 18 horas de Mato Grosso do Sul

Mayara Bueno
Votação do impeachment no Senado; ao centro, presidente Renan Calheiros (PMDB-AL). (Foto: Agência Senado).Votação do impeachment no Senado; ao centro, presidente Renan Calheiros (PMDB-AL). (Foto: Agência Senado).

A sessão de votação do impeachment de Dilma Rousseff (PT) foi interrompida há pouco para seu primeiro intervalo nesta quarta-feira (11). O retorno está previsto para as 13h30, horário de Brasília. Até agora, cinco dos 68 parlamentares inscritos discursaram.

Desde o início da sessão, que começou com uma hora de atraso, os discursos têm sido contra o impeachment, com parlamentares argumentando e pedindo a suspensão do processo até que o STF (Supremo Tribunal Federal) julgue o mandado de segurança impetrado pelo governo. A solicitação foi negada. Opositores do governo defendem a continuidade do processo e dizem que Dilma ofendeu a lei de responsabilidade fiscal.

Após o intervalo, os congressistas voltam a usar a tribuna. Os dois senadores de Mato Grosso do Sul, Simone Tebet e Waldemir Moka, ambos do PMDB, vão discursar. Eles são, respectivamente, o 15º e 27º a defender o afastamento da presidente.

Se aprovado hoje, Dilma será afastada por até 180 dias e o vice-presidente Michel Temer (PMDB) assume, quando começa a contar o prazo da apuração do processo em sim, com o recolhimento de provas e defesa da presidente. No fim deste prazo, uma nova votação ocorre; se ficar comprovado que Dilma cometeu irregularidades, ela deixa o cargo definitivamente, se ela for inocentada, volta para a presidência.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions