A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

05/04/2016 08:56

Servidores em greve vão à Câmara para pedir retirada de reajuste de 9,57%

Mayara Bueno e Alberto Dias
Servidores estão na Câmara Municipal, nesta terça-feira (5). (Foto: Direto das ruas) Servidores estão na Câmara Municipal, nesta terça-feira (5). (Foto: Direto das ruas)

Servidores municipais aguardam, nesta terça-feira (5), a abertura da Câmara Municipal para protestarem contra o projeto de reajuste da Prefeitura de Campo Grande. O Executivo Municipal concedeu 9,57% de aumento, boa parte aceitou, mas funcionários do Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais) pedem 11,6%.

Na sessão de hoje, quando está prevista possível votação da proposta de reajuste, os servidores da educação básica e dos Ceinfs (Centro de Educação Infantil), cerca de 300 pessoas, vão pedir a retirada do projeto.

Eles querem, segundo o presidente da entidade, Marcos Tabosa, incluir no percentual a inflação de abril, além de aumento da bolsa alimentação em 110% e reajuste de 65% no benefício que é concedido quando o servidor finaliza um curso técnico de 1 ano meio.

Os novos números, ainda conforme afirma Tabosa, é exemplo da flexibilização na negociação. Antes, a categoria pedia 150% de aumento no auxílio da alimentação e 100% sobre o benefício do curso técnico. Em reposta à insatisfação, os servidores administrativos entraram em greve.

A situação vem impactando a rotina dos alunos; na segunda-feira (4), houve escolas que cortaram o café da manhã e o almoço dos estudantes, por não ter quem faça a alimentação.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions