A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

30/01/2017 09:16

Servidores receberão salário de fevereiro em dia, garante prefeito

Marquinhos Trad também afirma que quita 13º no próximo mês

Mayara Bueno
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo).Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo).

Os servidores municipais receberão o pagamento de fevereiro em dia e, além disso, os que ainda não receberam o 13º também serão remunerados no próximo mês, afirma o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD). A entrevista foi concedida ao programa Tribuna Livre, nesta segunda-feira (30), quando o chefe do Executivo Municipal fez um balanço dos 30 dias à frente do município.

“A prefeitura não vai ficar devendo nenhum servidor”, disse, afirmando que os funcionários públicos vão receber o salário de janeiro, que cai em fevereiro, em dia. O restante do 13º, de quem ainda não recebeu, será depositado na conta no próximo mês também.

Marquinhos fez um balanço dos 30 dias como prefeito, que dão 21 dias úteis no Paço Municipal. Ele voltou a dizer que pegou o caixa com R$ 37 milhões disponíveis para pagamento, quando a folha gira em torno de R$ 111 milhões.

Atribuiu ao pagamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), por parte do contribuinte, o dinheiro disponível para quitações de alguns serviços e dos servidores até agora.

“Recebemos sem o pagamento da folha de dezembro, o 13º sem estar depositado. Toda a folha de novembro, dezembro e férias de terceirizados sem pagamento. Saúde, nenhum pagamento. Colocamos em dia todos os pagamentos, estamos quitando o 13º em fevereiro”, listou.

Buracos - Em relação a um dos principais problemas, os estragos nas ruas de Campo Grande, o prefeito voltou a falar que sua equipe constatou 280 mil buracos, dos quais 15 mil foram reparados. Marquinhos citou exemplo de quadras que têm de 70 a 80 estragos e que pelo menos 1 mil são tapados por dia.

Para solucionar o problema, a prefeitura recorreu ao governo do Estado, que aportou ajuda financeira na ordem de R$ 25 milhões. Deste total, R$ 10 milhões serão exclusivos para ajuda emergencial, ou seja, reparo de buracos, e o restante para recapeamento das principais vias. Outros R$ 25 milhões serão contrapartida da prefeitura.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions