A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

12/03/2014 22:01

Siufi diz que Bernal “não é Deus para mandar em tudo” e cita irregularidades

Lidiane Kober e Leonardo Rocha

Presidente da CPI do Calote, o vereador Paulo Siufi (PMDB) lembrou as supostas irregularidades do prefeito Alcides Bernal (PP), o acusou de querer “mandar em tudo” e, frisando ter “homens capazes e homens capazes de tudo” adiantou votar pela cassação.

Último dos oito vereadores escolhidos para se manifestar na sessão, Siufi começou o pronunciamento rebatendo colegas que atribuíram voto contrário à cassação à decisão do juiz Davi de Oliveira Gomes Filho de arquivar as denúncias.

“Respeito muito o juiz de direito, que, em sua decisão não viu irregularidades nas ações do prefeito, porém, nem por isso tenho que concordar. Nós vereadores passamos pelo crivo da eleição e temos o direito de se manifestar, legislar e fiscalizar. A história não se lembra dos covardes e sim dos corajosos”, ressaltou.

Para reforçar a decisão, ele elencou algumas ações da CPI do Calote. “Lá foi constatado infrações político-administrativas do prefeito, além de omissão e negligência na defesa dos bens e interesses do município, a CPI ouviu testemunhas, secretários e empresários”, frisou.

Na sequência, Siufi também questionou “porque o prefeito deixou de pagar a empresa que abastecia os Ceinfs (Centro de Educação Infantil), porque escolheu uma empresa recém-criada, a Salute, sem qualificação técnica e operacional para funcionar?”. “Ela foi criada às pressas para ganhar a licitação e enviou alimentos estragados aos Ceinfs”, emendou. “O juiz não viu isso?”, reforçou.

O vereador disse ainda que “Bernal dispensou a empresa que fazia a limpeza nos postos de saúde e, depois, no outro contratou os 270 funcionários para outra empresa”. “Isso mostra incompetência e improbidade administrativa, ações incompatíveis para um prefeito”, concluiu.

Para finalizar, Siufi disse que “Bernal venceu as eleições, mas não é Deus para mandar em tudo”. “O juiz disse que os fatos ocorreram no alvorecer do seu mandato, por ser um prefeito de primeira viagem, mas só porque é prefeito pela primeira vez, pode tudo? Enquanto existir lei, ele não vai poder”, comentou. “Existem homens capazes e homens capazes de tudo, por isso, vou votar pela cassação”, encerrou.

Em resposta, a torcida pró-Bernal mandou Siufi trabalhar. “Vai trabalhar fantasma da saúde”, afirmaram, fazendo menção à sindicância aberta pela prefeitura para apurar faltas do vereador em plantão nos postos de saúde.

Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions