A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

03/04/2013 14:42

Sob protesto de "religiosos", Câmara aprova moção sobre casamento gay

Jéssica Benitez
Vereadora Luiza presta moção de congratulação à desembargadora do TJ/MS (Foto: Marcos Ermínio)Vereadora Luiza presta moção de congratulação à desembargadora do TJ/MS (Foto: Marcos Ermínio)

A exemplo do que ocorre no cenário político nacional, o tema casamento gay gerou polêmica na Câmara Municipal de campon Grande durante sessão desta manhã. A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) destinou moção de congratulação a desembargadora do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Tânia de Freitas, devido a sua decisão favorável ao reconhecimento do casamento entre pessoas do mesmo sexo no Estado, no entanto, ao contrário do que ocorre habitualmente, a moção não foi aprovada de imediato.

Alguns vereadores, grande parte componentes da bancada religiosa na Casa, se manifestaram contra congratulação.
Neste caso foi necessário abrir votação para decidir se a desembargadora seria ou não congratulada. “Já existe a permissão legal para o casamento e eu respeito, mas não vejo o porquê de congratular essa decisão. Acho que desta forma estaríamos estimulando”, justificou o vereador Paulo Siufi (PMDB).

Contrário a opinião do peemedebista, o vereador Marcos Alex (PT) defendeu a aprovação da moção. “Aqui é uma Casa de Leis que deve estar antenada com a questão dos direitos. A Câmara tem que garantir e respeitar a luta das minorias. Além disso, uma congratulação não muda opção sexual de ninguém”, rebateu o petista.

Por fim a moção foi aprovada por 15 votos a 10. “Trata-se apenas de uma congratulação ao TJ porque eles garantiram o direito de igualdade”, elucidou Luiza. Votaram contra: Paulo Siufi (PMDB), Coringa (PSD), Ayrton Araújo (PT), Flávio César (PTdoB), Cazuza (PP), João Rocha e Rose Modesto, ambos do PSDB, Alceu Bueno (PSL) Gilmar da Cruz (PRB) e Elizeu Dionizio (PSL).

Votaram a favor: Vanderlei Cabeludo (PMDB), Carla Stephanini (PMDB), Edil Albuquerque (PMDB), Chocolate (PP), Chiquinho Telles (PSD), Alex do PT, Eduardo Romero (PTdoB), Airton Saraiva (DEM), Paulo Pedra (PDT), Edson Shimabukuro (PTB), Dr. Jamal (PR), Grazielle Machado (PR), Otávio Trad (PTdoB), Luiza Ribeiro (PPS) e Carlão (PSB).

 

Tribunal autoriza casamento entre pessoas do mesmo sexo no Estado
O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) publicou hoje provimento que autoriza o casamento gay no Estado. A medida, assinada pela corregedo...
Assembleia pode votar polêmico projeto "Lei Harfouche" nesta semana
Considerado polêmico, o projeto chamado de "Lei Harfouche", que prevê a reparação de danos por alunos, em casos de atos de vandalismo em escolas, pod...


EM MEIO A TUDO O QUE TA ACONTECENDO EU GLORIFICO E EXALTO O NOME DO MEU DEUS POIS SOMENTE ELE É DIGNO DE TODA HONRA E TODO LOUVOR POIS ELE ME ESCOLHEU DENTRE AS MULTIDOES QUANDO PRESO ESTAVA PELO PECADO, OBRIGADO SENHOR POR TUDO O QUE TENS FEITO NA MINHAVDA
 
CELSO FERREIRA DE SOUZA em 13/04/2013 23:10:39
Vereadora Luiza. A luta pela liberdade não se trava na sombra. Os fundamentalistas se escondem nas sombras aguardando justamente o momento certo para dar o bote. Não se iludam: os inimigos da liberdade estão sempre atrás de alguma porta, de algum armário, de algum móvel... enfim estão sempre escondidinhos convenientemente.
Parabéns vereadora. Parabéns aos Vereadores que assianram a moção. Parabéns à Juiza Corregedora.
Lutamos anos a fio pela liberdade. Agora é a vez da igualdade. Falta-nos ainda a fraternidade, um mundo sem divisões, sem compartimentos, onde o amor (o verdadeiro amor, desinteressado, puro e incondicional) seja o laço que una os humanos.

Como dizia Lennon:

"You may say, I'm a dreamer
But I'm not only one
I hope some day you'll join us
And the world will be as one".

 
Rubens Ferreira da Silva em 03/04/2013 20:49:18
Democracia é justamente o DIREITO DE SE POSICIONAR, seja contra ou a favor. Qual o problema da bancada conservadora da Câmara Municipal votar contra nesse caso? Assim como o Estado brasileiro é laico e não teocrático, como aqui já foi dito, nossa nação também não pode ser compelida na marra a se tornar adepta dos pensamentos do grupo GLBT. Se você que é homoafetivo ou simpatizante não aceita opiniões diferentes da sua, como pode se dar ao direito de criticar quem discorda do seu modo de pensar, não aceitando aquilo que seu próprio grupo defende, isto é, a DIVERSIDADE?
 
Paulo Alfredo Ocampos em 03/04/2013 19:03:37
PARABÉNS AO EXCELENTÍSSIMO VEREADOR Paulo Siufi (PMDB).
TEMOS OUTRAS PRIORIDADES. TAIS COMO SAÚDE, EDUCAÇÃO. RESPEITAR CASAMENTO DE PESSOAS DO MESMO SEXO TUDO BEM. O QUE PASSAR DISSO É HIPOCRISIA PARA ANGARIAR VOTOS, RESUMINDO FALSIDADE.
 
Andre Mariani em 03/04/2013 19:02:26
Esta bancada de evangelicos tem que cuidar das igrejas deles, pois ficam vendendo tijolinhos e querendo senhas dos fieis... são hipócritas e despreparados para representar os anseios da população. Querem ser o donos da verdade mas naverdade são comedores de arroz e feijão e não sabem nada.
 
Fabio Mendes em 03/04/2013 19:00:47
Independente de assunto esse negócio de Moção, é bem a cara de vereador, que só sabe mesmo, dar nomes a ruas, títulos de cidadania, mas discutir e legislar sobre assuntos mais importantes eles não fazem mesmo. E essa vereadora quer aparecer e colher alguns votinhos futuramente. Acorda Câmara.....
 
FRANK MARQUES em 03/04/2013 18:27:00
brasil......... vale tudo desde o descobrimento!!!!!!!!!!!! só falta agora carnaval 2 vezes no ano
 
samuel vosni em 03/04/2013 18:26:21
Pra que votar?
 
Mirtes Lourenço Camilo em 03/04/2013 18:13:35
Devemos lembrar esses vereadores contrários, que o Estado é Laico e não Teocrático e, a Casa de Leis existe para proteger e garantir a igualdade e os direitos dos cidadãos. Parabéns vereadora Luíza Ribeiro e vereadores que apoiaram a iniciativa.
Quanto aos demais, lamentável posicionamento, demonstrando ignorância, pobreza e incapacidade intelectual nas discussões voltadas as proposições legislativas.
Por fim, essa politicagem na forma de se fazer política, já ficou patética. A população está vigilante.
 
André Figueiroa em 03/04/2013 18:12:54
Compreendo que pessoas precisam de saúde, comida, roupa etc. Contudo, já que a Câmara tem que fazer a moção, fico feliz que seja devido a este avanço que conquistamos essa semana. O que me admira é ver pessoas que votaram contra, escondidos atrás da religião por dizerem que isso ou aquilo seja pecado. Contudo permitir que pessoas próximas façam uso indevido de verbas públicas em hospitais e matam pessoas "por tabela" isso parece não ser tão pecaminoso assim. Ao invés de votar contra, deveriam votar a favor e em seguida procurar meios para evitar que essa banda podre pague pelo que fizeram de mau a população. Pior ainda é ver "gays" e "lésbicas" (disfarçadas) se posicionando contra. Dá vontade de "jogar M---- no ventilador" pra ver quem sobra.
 
Felipe Neres em 03/04/2013 17:42:01
Agora todo mundo vai esquecer da CPI da saude!
 
Rogger Corrêa em 03/04/2013 16:32:50
O vereador Marcos Alex bem lembrou que se trata de uma casa de leis e que as pessoas que ali estao pela vontade do povo e deveriam legislar para o povo e não em interesse próprio, como temos cotidianamente visto! Que essa visão do vereador se estenda a assuntos de interesse coletivo e muito mais importantes que uma uniao desta natureza. Não sou homofóbico, mas também não faço apologia a esse assunto, mas não vamos discutir minhas convicções. O que quero dizer é que tem tanta gente sem o que comer, sem onde morar, crianças que precisam de ajuda! Enfim, caros vereadores, tem questoes muito mais sérias a serem resolvidas e que com certeza merecem monção! Pensem nisso!
 
Ramao Junior em 03/04/2013 15:31:31
Realmente nossos representantes não devem ter nada mais importante para discutir, a saúde esta indo de vento em polpa não temos jovens usando drogas e muito menos crianças sem creche. Temos tantas pessoas anônimas fazendo o que o poder publica deveria fazer e não o faz. O pastor da clinica da Alma, quantos famílias estão tendo esperança de vida por conta do trabalho que ele faz, São pessoas que se doam para ajudar aqueles que algumas vezes até a família já desistiu. Os desembargadores merecem todo o nosso respeito, mas só fizeram o que o seu legado exige. Congratular pessoas do alto escalão e fácil quero ver pessoa do povo que presta serviço para o povo principalmente para as pessoas carentes serem reconhecida pelos “representantes do povo”.
 
Maria Alves em 03/04/2013 15:13:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions