A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/12/2017 12:49

TCE poderá ficar à frente da auditoria na previdência, diz deputado

Deputado diz que inclusive caberá ao Tribunal contratar empresa para fazer auditoria

Leonardo Rocha
Pedro Kemp mostra requerimento ao deputado Zé Teixeira (Foto: Victor Chileno)Pedro Kemp mostra requerimento ao deputado Zé Teixeira (Foto: Victor Chileno)

Os deputados aprovaram hoje (05), durante sessão, o requerimento da bancada do PT, que solicita auditoria nas contas da previdência estadual, de 2001 a 2017. O documento será enviado ao TCE (Tribunal de Contas Estadual), para que a instituição possa contratar uma empresa, que irá realizar o devido levantamento.

Esta informação foi repassada pelo deputado Pedro Kemp (PT), autor do requerimento. Ele justificou que caberá ao Tribunal de Contas, estar a frente da auditoria. "O TCE é um órgão assessor da Assembleia e do ponto de vista legal, compete a eles inclusive contratar a empresa que vai fazer este trabalho", disse o petista.

A princípio os deputados disseram que a Assembleia estaria a frente do processo, inclusive na contratação de uma empresa privada, para realizar a auditoria, mas após consulta jurídica, se justificou que não é de sua finalidade. "O documento agora segue ao Tribunal e em breve aguardaremos uma resposta da instituição", explicou Kemp.

A ideia inicial da oposição era criar uma "CPI do rombo da Previdência", no entanto os demais deputados alegaram que este processo seria mais demorado e que os trabalhos teriam que ser interrompidos no recesso parlamentar. Por esta razão, houve um acordo para a realização de auditoria. "Os resultados seriam mais rápidos".

Depois da aprovação da reforma da previdência, os deputados do PT entendem que a população, assim como os servidores estaduais, querem saber os reais motivos do rombo no setor, que segundo o governo, poderia chegar este ano a um déficit de R$ 1,2 bilhão.

A intenção era fazer uma investigação de 2001 até 2017, período em que esteve em vigor o MSPrev, já que sobre o antigo Previsul, criado depois da divisão do Estado, já houve inclusive uma CPI realizada na própria Assembleia, no ano de 1996.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions