A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

09/03/2009 07:20

Vander diz que eleição interna será plebiscito para 2010

Redação

No entendimento do deputado federal Vander Loubet (MS), a eleição interna pelo comando do diretório do PT de Mato Grosso do Sul será um plebiscito pela candidatura própria.

Sobrinho do ex-governador Zeca do PT, Vander afirma que haverá disputa pelo comando do partido e quem for favorável à candidatura própria irá votar no tio dele, candidato ao governo do Estado.

"Nunca fui contra aliança, mas neste momento o PT tem que ter candidatura própria sob risco de sucumbir", afirmou em entrevista nesta manhã à FM Capital. "Quem está do lado do Zeca, está defendendo a candidatura própria", acrescentou.

Vander demonstra muita confiança na vitória do ex-governador. "Ele vai ser presidente do partido", disse.

São pré-candidatos a presidente do diretório regional: Zeca e o deputado estadual Amarildo Cruz, que concorre à reeleição. Mas até o PED (Processo de Eleições Diretas), é provável que a disputa conte com outros candidatos ao cargo.

Para Vander, a virtual candidata do PT à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Roussef (ministra-chefe da Casa Civil), terá dois palanques em Mato Grosso do Sul: o do PT e o do PMDB.

Segundo o congressista, uma das maiores estrelas do PT, o ex-ministro e ex-deputado federal José Dirceu disse que não vê problema na desunião com o PMDB em Mato Grosso do Sul. Dirceu esteve em Campo Grande na sexta-feira passada e participou de agenda da corrente interna petista CNB (Construindo um Novo Brasil).

A chapa imaginada por Vander para as eleições de 2010 terá Zeca (candidato a governador), o senador Delcídio do Amaral (disputando a reeleição) e o deputado federal pedetista Dagoberto Nogueira (também concorrendo a vaga de senador), além de um empresário como vice-governador.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions