A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

02/02/2014 18:37

Vereador está equivocado e Ivandro permanece na saúde, diz Pedro Chaves

Kleber Clajus
Nunca houve promessa da saúde para Jamal, esclarece secretário de Governo (Foto: Marcos Ermínio / Arquivo)"Nunca houve" promessa da saúde para Jamal, esclarece secretário de Governo (Foto: Marcos Ermínio / Arquivo)

O secretário Municipal de Governo e Relações Institucionais de Campo Grande, Pedro Chaves, desmente uma possível troca de comando na Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), como anunciado na semana passada pelo vereador Jamal Salem (PR). A intenção, neste caso, é manter Ivandro Fonseca, a quem o secretário atribui estar “fazendo um ótimo trabalho”.

“Ele (Jamal) está equivocado. Nunca houve essa promessa em saúde. Nós oferecemos o IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande), foi o que ele solicitou. Estamos muito felizes com o Ivandro”, ressalta Chaves.

Jamal foi o responsável pela indicação, em dezembro do ano passado, da médica Lillian Maksoud, prima do vereador Paulo Siufi (PMDB), para a presidência do IMPCG. Em contrapartida, também foi ferrenho defensor da troca de comando da Sesau chegando, na semana passada, a condicionar tal fato ao seu ingresso na base aliada do prefeito Alcides Bernal (PP).

“Não dá para entender o porquê, não tem necessidade de demorar tanto”, disse ao Campo Grande News o republicano sobre a suposta saída de Ivandro e nomeação de um novo nome para a saúde.

Por outro lado, Ivandro Fonseca deixa claro que a decisão de mantê-lo ou não na Sesau cabe apenas a Bernal decidir.

“Não cabe a mim me manifestar sobre essa questão. Estou trabalhando porque acredito no projeto (de governo) e sempre vou estar contribuindo, independente de ser ou não secretário”, comenta Ivandro.

Governabilidade – Mesmo com a negativa à Jamal, Pedro Chaves ressalta que os acordos em torno da governabilidade continuam. Uma reunião com três partidos já está agendada, para a tarde de quinta-feira (6), com o articulador político de Bernal. Contudo, ele faz mistério para que os interlocutores não neguem o diálogo.

Ele também faz questão de diferenciar o apoio recebido pelos vereadores da base dos relacionados a governabilidade.

“A ideia nossa é convidar todos os vereadores para participar. Faz parte da base aquele que está extremamente atrelado ao Executivo. Governabilidade é aquele que, com sua consciência, não é sempre não e analisa o projeto”, exemplifica Chaves, ao confirmar que já dispõe de autonomia para tomar decisões.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions