A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

05/10/2017 12:42

Vereador quer revogar homenagem a professor depois de post polêmico

Docente disse que estava no "antro da malandragem" e que estava no "meio de picaretas engravatados"

Mayara Bueno
Postagem que gerou polêmica na Câmara Municipal.
(Foto: Reprodução Facebook).Postagem que gerou polêmica na Câmara Municipal. (Foto: Reprodução Facebook).

Uma postagem na rede social Facebook gerou polêmica e pedido de revogação de homenagem na Câmara Municipal de Campo Grande, nesta quinta-feira, dia 5.

Irritado com o comentário do professor Ascânio Bottini que, na legenda de uma foto sua na casa de leis, disse que estava "no antro da malandragem", o vereador Valdir Gomes (PP) usou o microfone para pedir que seja revogada a homenagem recebida pelo docente.

O parlamentar se refere à medalha do mérito educativo, que foi concedida ao professor Ascânio pela vereadora Maria Aparecida Amaral (Podemos).

Em sua conta na rede social, ele legendou a foto que aparece com a parlamentar na Câmara dizendo que os dois estão perdidos no "antro da malandragem municipal". "Vereadora Cida Amaral me concedendo a Medalha do Mérito Educativo e eu homenageando o blues no meio dos picaretas engravatados".

O comentário, postado ontem às 22h39, recebeu 303 curtidas até agora e comentários o parabenizando pele medalha e concordando com a mensagem publicada. "É isso aí, disse tudo".

Valdir não gostou da postagem e disse que congratulação deveria ser anulada. Em resposta, o presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), disse que vai submeter o assunto à procuradoria para saber se existe a possibilidade de revogar a homenagem e também pediu que Cida se manifestasse sobre a situação, já que foi ela quem propôs.

"Eu, como proponente, o homenageei como professor de cursinho. Não vou entrar no mérito do que ele falou ou não. Mas, nós podemos receber elogio e crítica. Cabe a nós provar que ele está errado", encerrou sinalizando que a homenagem deve ser mantida.

O vereador Roberto Santana dos Santos, o Betinho (PRB), também não gostou da postagem, dizendo que aceita ser questionado pelo trabalho que desempenha, mas não da forma como foi colocado. Vinicius Siqueira (DEM) chegou a dizer que encaminharia a situação ao MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul).

A reportagem ligou para o professor mas ele não atendeu a ligação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions