ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SÁBADO  06    CAMPO GRANDE 24º

Política

Vereador quer usar dinheiro da Câmara para fazer tour pelo Butantan

O presidente da comissão criada para garantir a boa aplicação de recursos com vacina defende mais gastos com viagem a SP

Por Ângela Kempfer | 25/01/2021 16:39
Sandro Benites em reunião na manhã desta segunda-feira na Câmara. (Foto: Marcos Maluf)
Sandro Benites em reunião na manhã desta segunda-feira na Câmara. (Foto: Marcos Maluf)

A pandemia tem levantado muitos questionamentos sobre o que é essencial. Em tempos que a economia mundial prevê recessão, gastar dinheiro público à toa, definitivamente, não cai bem.

Nesta segunda-feira (25), a Comissão Especial da Câmara de Vereadores, criada para acompanhar os investimentos em vacinas aqui em Campo Grande, dá mais um exemplo do que não fazer. O presidente do grupo, vereador de primeiro mandato, o médico Sandro Benites (Patri), anunciou um tour pelo Butantan, em São Paulo.

A justificativa para gasto com passagens, hospedagem e alimentação é de “conhecer onde a vacina está sendo feita, para assim, trazer novas informações para Campo Grande”.

Com dinheiro da Câmara, ele deve ir acompanhado por outro colega até o Instituto que produz a Coronavac. Apesar de todos os estudos científicos amplamente divulgados e disponibilizados na internet, ele resolveu largar o trabalho por aqui, para “vistoriar” o processo de fabricação do imunizante.

Como presidente, ele próprio propôs e aprovou o seu nome para a “visita técnica ao Instituto Butantan” e admite que vai aproveitar a viagem para resolver questões profissionais, que nada tem a ver com o trabalho da Câmara de Vereadores, quem paga a conta.

Como é médico do HR (Hospital Regional), responsável pelo Civitox (Centro Integrado de Vigilância Toxicológica), Sandro vai aprimorar seus conhecimentos na área. “Além das vacinas, o Butantan também tem questões sobre animais peçonhentos. Participo de grupos com vários colegas do Butantã pelo Civitox”, admite.

Sobre críticas aos efeitos práticos de uma viagem assim, Sandro reclama: “Já tem uma turma falando de turismo no Butantan. Tem que ser muito bitolado para fazer turismo num lugar de pesquisa”, avalia.

Vale lembrar que o maior problema da imunização hoje é a falta de doses no mercado, o que não deve ser resolvido com visita técnica de vereadores de Campo Grande.

O presidente da Comissão ainda não tem data para a viagem, nem a quantidade de dias que ficará por lá. O roteiro depende do agendamento no Butantan.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário