ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 24º

Política

Vereadores aprovam criação de um "mapa da violência" na Capital

Intenção é identiicar os crimes mais praticados em cada região do município, para ações de segurança

Por Leonardo Rocha | 13/08/2020 11:36
Vereadores durante votação virtual de projetos (Foto: Reprodução - Facebook)
Vereadores durante votação virtual de projetos (Foto: Reprodução - Facebook)

Os vereadores aprovaram a criação do “Mapa da Violência” em Campo Grande, que deve conte dados divididos sobre que crimes foram cometidos, em quais regiões da cidade, tendo um banco de dados disponível pelo município.

A proposta de William Maksoud (PTB) e João César Mattogrosso (PSDB) destaca que este mapa vai ajudar o município para tomar medidas específicas na área de segurança pública, para qualificar as operações realizadas na cidade.

“O mapa da violência é fundamental para que possa demonstrar o andamento da criminalidade. Desta forma, infere-se que a partir da coleta de dados haverá uma melhor formação técnica para êxito na diminuição da violência”, destaca o projeto.

A proposta sofreu duas emendas dos parlamentares, para acrescentar no texto que o mapa deve ter um relatório específico sobre os delitos em relação a mulheres, crianças, adolescentes e idosos, sendo publicado de forma anual.

O vereador Wellington Oliveira (PSDB) citou que o mapa pode ser feito em parceria com a Segurança Pública Estadual e órgãos como a Polícia Federal. "Assim vai se saber os bairros que possuem mais incidência de determinados crimes, até para operações e ações ostensivas".

O poder público também deverá realizar campanhas de conscientização sobre os delitos de maior ocorrência apontados no mapa. A proposta teve assinaturas dos demais parlamentares. Depois segue para o prefeito Marquinhos Trad (PSD), que poderá vetar ou sancionar a matéria.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário