A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Março de 2019

01/01/2019 18:16

Verruck recebeu “missões” de aumentar empregos e desburocratizar MS

Secretário seguirá na Semagro e coordenará, ainda, projetos de logística que criam alternativas para escoar a produção local

Humberto Marques e Leonardo Rocha
Verruck teve nome lembrado para a SAD ou equipe de Tereza Cristina, mas segue na Semagro tendo três missões a cumprir. (Foto: Henrique Kawaminami)Verruck teve nome lembrado para a SAD ou equipe de Tereza Cristina, mas segue na Semagro tendo três "missões" a cumprir. (Foto: Henrique Kawaminami)

Mantido à frente da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Agricultura Familiar e Produção), Jaime Verruck afirmou nesta terça-feira (1º) que já recebeu do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) algumas “missões” para participar do segundo mandato na administração estadual. Entre eles estão a melhora nos índices de geração de emprego, a coordenação de projetos no setor de logística e ajudar na desburocratização do Estado, criando um ambiente mais propício para o empresariado.

Verruck teve o nome vinculado a diversas mudanças para 2019, tanto na gestão estadual –quando foi cotado na Administração– quanto em Brasília, ao ser lembrado como possível colaborador da ministra Tereza Cristina (Agricultura). Porém, a mudança de ares esbarrava na possibilidade de prejuízo aos setores que comandou sob elogios. Agora, satisfeito com o convite para continuar na Semagro, pontuou alguns dos futuros objetivos na pasta.

“O governador já me deu algumas missões, como aumentar o número de empregos, principalmente na agricultura familiar, na indústria e no setor produtivo como um todo. O governo precisa criar maneiras de aumentar o número de empregos e este será o meu primeiro foco”, afirmou nesta tarde, momentos antes de assinar o termo de posse.

O titular da Semagro também reiterou que segue na coordenação de projetos logístico de alcance regional do governo. “Não são obras e sim projetos”, advertiu, destacando a rota bioceânica –que promete abrir um acesso ao oceano Pacífico e, dali, a mercados asiáticos–, a ferrovia transamericana (que vai de Santos, em São Paulo, a Corumbá, e de lá também alcança o interior da América do Sul) e a estruturação dos portos de Corumbá, Porto Murtinhho e Três Lagoas, ampliando as saídas da produção local.

A terceira missão dada a Verruck, conforme o próprio secretário, envolve ações que visem a desburocratização do governo “e retirar tudo aquilo que pudermos para dar andamento a projetos”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions