A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

01/11/2016 07:17

Vitória de Marquinhos consolida PSD como terceiro maior partido do País

Richelieu de Carlo
Marquinhos Trad durante caminhada na véspera das eleições. (Foto: Marcos Ermínio)Marquinhos Trad durante caminhada na véspera das eleições. (Foto: Marcos Ermínio)

Considerada pelo partido como principal conquista no segundo turno das eleições, a vitória de Marquinhos Trad, em Campo Grande, ajudou a consolidar o PSD (Partido Social Democrático) como a terceira maior legenda do País, no comando de 541 municípios e 4.638 vereadores.

Atrás apenas do PMDB, com 1.038 prefeitos eleitos, e do PSDB, que tem agora o controle de 807 municípios pelo país, o PSD comandará quatro cidades com mais de 200 mil eleitores, sendo duas capitais, Campo Grande e João Pessoa (PB).

Fundado em 2011, por Gilberto Kassab, o partido cresceu em relação às eleições municipais de 2012, quando configurou como a quarta força política do País, com 497 prefeitos eleitos e mais de 4.600 vereadores, um ano após seu registro oficial no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

“O PSD sai muito fortalecido dessas eleições com mais essas vitórias em Campo Grande e em Bauru neste segundo turno. Mesmo muito jovem, vejo essa votação expressiva como reflexo dos bons quadros, com projetos modernos e gestões consistentes que temos desenvolvido tanto nos poderes legislativos quanto nos mandatos e cargos executivos”, destacou Gilberto Kassab, presidente nacional licenciado do partido e ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações de Michel Temer (PMDB).

Em Mato Grosso do Sul, o Partido Social Democrático tentou conquistar a chefia do Executivo em seis cidades: Juti, Três Lagoas, Cassilândia, Iguatemi, Naviraí e Campo Grande. Tendo sucesso apenas na Capital do Estado.

Para o presidente do diretório estadual do PSD, Antônio Lacerda, o resultado foi positivo, tendo em vista a quantidade de eleitores de Campo Grande em relação ao total do Estado. “A vitória na Capital é de grande importância inclusive nacionalmente para o partido”.

Para Lacerda, o PSD é a quarta força partidária do País, pois considera a representatividade federal mais importante, já que é o que define os repasses do fundo partidário.

“Na bancada federal ainda somos a quarta força, atrás do PMDB, PSDB e PT, mas o objetivo em 2019 é ocuparmos o terceiro lugar, no lugar do PT. A partir de 2017, vamos buscar expandir nossa força partidária, atraindo novas forças políticas inclusive no interior do Estado e termos uma força equivalente em Mato Grosso do Sul do que o partido tem nacionalmente”, destacou Antônio Lacerda.

Mato Grosso do Sul – Apesar de não ter elegido prefeitos no interior, em Campo Grande, Marquinhos Trad venceu a eleição com 241.876 votos (58,77%), diferença de 72.216 votos para a concorrente Rose Modesto (PSDB).

Além dele, a Capital vai contar com dois vereadores do PSD, Francisco Almeida Teles, o Chiquinho Telles, que foi reeleito, e Hederson Fritz, o Enfermeiro Fritz.

No interior do Estado, serão 27 vereadores do Partido Social Democrático que tomarão posse em 1º de janeiro de 2017.

Câmara vai homenagear 84 pessoas em sessão do aniversário de 118 anos
A Câmara Municipal de Campo Grande vai homenagear 84 pessoas em sessão solene na próxima quarta-feira (dia 23). Na ocasião, a partir das 19h, serão ...
Moreira Franco: MP das Rodovias dará segurança jurídica e resolverá problemas
O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, afirmou que a MP das Rodovias vai garantir condições de investimento nas concessões at...
Puccineli diz que é candidato a presidente do partido em MS se for consenso
Só se for sem disputa. É assim que o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), quer disputar o comando da legenda no Estado, nas ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions