ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 24º

Política

Zeca diz que seria "suicídio" PT apoiar André ou Reinaldo para o Senado

Zemil Rocha e Kleber Clajus | 10/10/2013 15:26
Zeca defende que PT evite PMDB e PSDB, buscando alianças à esquerda  (Foto: Cleber Gellio)
Zeca defende que PT evite PMDB e PSDB, buscando alianças à esquerda (Foto: Cleber Gellio)

O vereador e ex-governador Zeca do PT considera que será “suicídio” político se o seu partido entregar a vaga de Senado para o governador André Puccinelli (PMDB) ou para o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB). “Ao invés de aliança à direita com PSDB e PMDB, que seja feita à esquerda”, defendeu Zeca esta manhã, na Câmara, ao ser questionado sobre os últimos acontecimentos políticos.

Para o ex-governador, no próprio PT ou em partidos de esquerda, como o PSB, é possível encontrar o candidato a senador para integrar a chapa majoritária a ser encabeçada por Delcídio do Amaral. “Para o Senado, acho que temos dois nomes fortes, o Pedro Kemp, do PT, e Tatiana Ujakov, do PSB”, informou.

Na opinião de Zeca, a intenção do governador André Puccinelli sempre foi e continua sendo candidatar-se à vaga do Senado no ano que vem. “Acho que ele está enganando os netinhos, dizendo que não era candidato. É fissurado em um cargo político”, declarou o ex-governador.

Quanto ao tucano Reinaldo Azambuja, Zeca considera que, além de ir contra a dinâmica da política nacional, já que o PSDB é adversário do governo petista da presidente Dilma Roussef, haveria o problema de concepções político-sociais divergentes. “Azambuja é contra os indígenas e a reforma agrária”, argumentou.

Alianças eleitorais - Durante debate com o vereador Delei Pinheiro (PSD), acusou os petistas de estarem fazer pressão para que seu partido apoie Delcídio do Amaral em 2014, o petista Marcos Alex também manifestou sua opinião sobre o cenário eleitoral. Para ele, alianças são possíveis e o PT não tem constrangimento de realizá-las, como teria feito com a bancada petista em relação ao governo municipal do PMDB, gestão de Nelsinho Trad.

Hoje o inverso estaria acontecendo, com os peemedebistas querendo apoiar o senador Delcídio do Amaral para o governo do Estado. Segundo Alex do PT, como é mais conhecido, “o PMDB está toda semana tentando fazer acordo com o PT”.

Alex não teme que o PMDB feche esquemas com grande número de partidos, dado o prestígio que o senador petista conquistou. “Delcídio vai dar uma surra de lavada”, afirmou.

Nos siga no Google Notícias