A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

16/06/2014 19:52

Estacionamento irregular em frente a OAB provoca mais queixas

Caroline Maldonado
Leitores dizem que alguns condutores deixaram o carro até sobre a calçada (Foto: Sulzio da Costa)Leitores dizem que alguns condutores deixaram o carro até sobre a calçada (Foto: Sulzio da Costa)

Durante todo o dia, participantes da eleição para presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) estacionaram os carros em locais proibidos, revoltando os moradores das proximidades da sede da entidade e pessoas que passavam pelo local. No decorrer da tarde, mais dois leitores fizeram a mesma reclamação divulgada pelo Campo Grande News, com foto do empresário Marco Antônio Geresino, na manhã de hoje (16). 

De acordo com o taxista Sulzio da Costa, três agentes de trânsito permaneceram por um tempo na avenida Mato Grosso, na rotatória com a avenida Via Parque, mas ignoraram a situação em frente a OAB. "O que é mais absurdo ainda é que os agentes ficaram ali e não multaram nenhum carro. Se fosse um taxista já teria sido multado", reclama. Segundo o taxista, alguns condutores deixaram o carro até em cima da calçada.

De acordo com o chefe do serviço de fiscalização da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Alexandre Pinho, após a primeira denúncia, feita de manhã, foi enviada ao local uma equipe para conferir a situação. Por volta das 12h de hoje, Alexandre afirmou que não poderia informar se algum condutor foi notificado em frente a OAB, porque a equipe enviada ao local ainda não havia retornado à  Agetran.

A assessoria de imprensa da OAB afirmou que, durante a eleição, não havia funcionário organizando o trânsito no estacionamento ou em frente a sede. De acordo com assessoria, a entidade não tem responsabilidade quanto as atitudes dos condutores que estacionaram nas proximidades para comparecer a votação. 

A Agetran orienta que os moradores que tiverem denúncia de veículo estacionado em local proibido façam denúncia pelos números 3314-3422, 3314-3423 ou 118. Conforme o chefe da Divisão de Operação e Coordenação do Trânsito, José Arruda, ao receber a denúncia, a Agetran envia uma equipe que esteja circulando próximo ao local solicitado. Estacionar em local proibido é infração considerada grave e prevê multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e remoção do veículo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions