A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

06/11/2017 12:35

Feriado teve 3 mortes no trânsito da Capital

Polícia registrou 79 acidente, deles 38 com vítimas

Geisy Garnes
O carro que a advogada Carolina conduzia ficou destruído (Foto: Direto das Ruas)O carro que a advogada Carolina conduzia ficou destruído (Foto: Direto das Ruas)

Durante os quatro dias de feriado prolongado o trânsito de Campo Grande matou três pessoas e deixou pelo menos outras 38 feridas. Os dados, divulgados nesta segundo-feira (6), foram registrados durante a Operação Finados, realizada pelo BPTran (Batalhão da Polícia Militar de Trânsito).

Conforme o BPTran, durante a operação, que aconteceu da quinta-feira (2) até este domingo (5), foram registrados 79 acidente em toda a Capital. Deles 32 foram atendidos pelo juizado de trânsito, 38 tiveram vítimas feridas e três resultaram em mortes.

Os militares ainda prenderam sete pessoas por embriaguez e autuaram 105 pessoas durante as ações. Os veículos removidos ao pátio de Detran somaram 38, e 27 motoristas tiveram os documentos do carro ou a CNH (Carteira Nacional Habilitação) recolhidos.

Acidentes - No dia 1º de novembro, o ciclista Adelson Bezerra, de 71 anos, foi atingido por um motociclista ao tentar atravessar a Avenida Manuel da Costa Lima, no Bairro Guanandi II. O acidente aconteceu próximo ao cruzamento das avenidas Presidente Ernesto Geisel. O idoso foi socorrido em estado grave para a Santa Casa, e horas depois morreu.

A advogada Carolina Albuquerque Machado, de 24 anos, morreu na madrugada do 2 de novembro, após ter o carro que dirigia atingido com uma caminhonete Nissan Frontier, na Avenida Afonso Pena, próximo ao Shopping Campo Grande. O filho dela, de 3 anos e oito meses, também ficou ferido na colisão.

O condutor da caminhonete, o estudante de medicina João Pedro da Silva Miranda Jorge, 23 anos, fugiu após o crime, sem prestar socorro a vítima e a criança. O universitário teve a prisão preventiva decretada e só na tarde de sábado (4) se apresentou à polícia. Nesta manhã foi liberado após pagar fiança de mais de R$ 50 mil.

O motociclista João Carlos da Silva, de 43 anos, morreu após perder o controle do veículo que conduzia, bater em árvore e cair. O acidente aconteceu por volta das 21h30 do dia 2 de novembro na rotatória do Indubrasil, que fica na BR-262, em Campo Grande.

A vítima seguia em uma Yamaha YBR, de cor preta, quando perdeu o controle da direção, por motivo que ainda será investigado, bateu em uma árvore, saiu da pista e caiu. O socorro chegou a ser acionada, mas ele não resistiu aos ferimentos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions