A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017

18/01/2015 09:00

Criatividade: como ela pode te ajudar a gastar menos?

Por Lélio Braga Calhau (*)

Algumas pessoas defendem que ser criativo é algo genético, que a pessoa nasceu com esse dom. Outros, pensam que é um processo e que, se houver dedicação correta, ela pode ser desenvolver. Acredito que o ser humano é um misto das questões genéticas com o meio, misturando um pouco os dois conceitos.

Certo ou errado, a manipulação do meio é fortemente utilizada para se vender coisas ao consumidor nos mais diversos lugares: supermercados, shoppings, feirões imobiliários, etc. Cria-se um ambiente favorável aos negócios, espalham-se cuidadosamente estímulos ao redor. A música é sempre ligeiramente alta, agitada e o cheiro dos ambientes, em alguns casos, como concessionárias de veículos e quartos de hotel é claramente manipulado para que o consumidor se sinto bem à vontade, feliz e que consuma bastante.

Dentre as saídas mais fáceis de serem utilizadas para a redução de despesas temos o uso da criatividade nas mais variadas situações: o fazendeiro que usa o estrume do boi para alimentar os peixes, o sistema de coleta de água de chuva usado em alguns aeroportos para ser utilizado nos banheiros públicos; as telhas transparentes para se aumentar a luminosidade interna das casas durante o dia. Há milhares de outras situações que demonstram a força da criatividade como mecanismo de redução de despesas nas atividades do ser humano nas mais variáveis áreas de sua atuaçãoAlgumas saídas criadas pelas pessoas têm funcionado muito bem no tocante à redução de despesas: levar a marmita para o trabalho, trocar o transporte de carro pela bicicleta (onde possível), trocar as saídas para restaurantes por receber amigos em casa, troca de equipamentos mais antigos por novos e com menor gasto energético. Há ainda o compartilhamento de caronas, mudança para um local perto de ponto de ônibus ou Metrô, compra de um imóvel menor e mais bem localizado, troca da empregada doméstica por uma faxineira, entre outras.

Não há limites para a criatividade humana. E, quando pensamos em novas iniciativas que reduzam as despesas do dia a dia, podemos aproveitar as inovações tecnológicas, como o Skype, utilizado por muitos para reduzir despesas de ligações internacionais e interurbanas. Outra tecnologia que vem se popularizando no intuito de reduzir a conta de celular é o WhatsApp, software de conversas instantâneas e gratuitas.

Muitas coisas ainda irão surgir com o objetivo de te fazer economizar, como os drones, que prometem revolucionar a logística e os carros sem condutores. Enquanto elas não se popularizam, o jeito é você analisar suas despesas e buscar maneiras próprias para economizar. Fique atento aos pequenos gastos e descubra como buscar alternativas mais vantajosas. Faça esse exercício e poupe!

(*) Lélio Braga Calhau é Promotor de Justiça de defesa do consumidor do Ministério Público de Minas Gerais. Graduado em Psicologia pela UNIVALE, É Mestre em Direito do Estado e Cidadania pela UFG-RJ e Coordenador do site e do Podcast "Educação Financeira para Todos".

Glifosato: o veneno está em todo lugar
O primeiro teste em alimentos para resíduos de glifosato realizado por laboratório registrado na Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estado...
Falácias da terceirização
A Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira, o projeto de lei que autoriza a terceirização do trabalho de forma irrestrita. Com esta aprovação, a...
Operação Carne Fraca: importância da fiscalização
“Quanto menos as pessoas souberem como são feitas as leis e as salsichas melhor elas dormirão” (Otto Von Bismarck -1815-1898). Esta frase famosa de B...
O custo da violência no trânsito brasileiro
A imprudência no trânsito mata cerca de 45 mil pessoas por ano no Brasil e deixa aproximadamente 600 mil com sequelas permanentes, conforme aponta o ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions