A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

16/06/2016 10:42

Entender a vida e as suas leis

Por Benedicto Ismael Camargo Dutra (*)

Eram facilmente previsíveis os sintomas negativos que assombram a sociedade atual. No entanto, não houve preocupação mais séria nem aprofundamento sobre as causas. As dificuldades aumentaram. Nenhum cidadão deveria ficar na condição de inútil; todos têm de dar a sua contribuição para a melhora e atendimento das necessidades humanas. Mas o sistema foi atropelado por interesses menores, afastados dos valores humanitários, e assim a vida foi perdendo seu significado. No vazio existencial, cresce o consumo de drogas enquanto o ser humano vai anulando a sua essência.

As coisas vão piorando, ninguém fala nada, quando se percebe, surge mais um rio morto, carregando esgoto na sua lentidão. É o caso do Rio São Francisco, o velho Chico, estressado pela ignorância. A água não tem preço, é sustentáculo da vida, mas só os sábios percebem isso. O apego ao dinheiro está minando a sabedoria, permanecendo a rigidez e desinteresse em pesquisar objetivamente as leis da Criação. Agravam-se as condições gerais de vida.

O filme Truque de Mestre 2 mostra, sob a forma de fantasia mágica, problemas que rodeiam o mundo financeiro: os hackers, o roubo de informações confidenciais, as manipulações do mercado e a atuação dos especuladores nesta época em que o cassino financeiro no qual a economia global se transformou está sendo acelerado como nunca, girando em alta velocidade, gerando grandes incertezas quanto ao futuro com a concentração crescente de grandes montantes de capital em poucas mãos - os controladores do dinheiro que correspondem a 1% da população mais rica do mundo, pouco preocupada com as questões humanitárias e ambientais. Em nossos dias, nada mais fica oculto, tudo que se escondia nas sombras tem de se mostrar sob a força da luz. No filme, os mágicos conseguem encontrar soluções, mas na vida real, não sabemos qual será o desfecho final dos truques dos especuladores.

Com a força da boa vontade voltada para o bem, não há passado ruim que não possa ser facilmente anulado. Num mundo marcado pelos desencontros, temos de ser fortes e cultivar a alegria de viver. Estamos enfrentando uma época repleta de asperezas e dificuldades. As trevas dos erros humanos exercem forte domínio. A situação tende a piorar, pois a reciprocidade também se acelera.

Uma grave ameaça são os descuidos para com a infância. Muitos pesquisadores já indicaram a importância das creches para suprir as deficiências das famílias desestruturadas. Precisamos de creches e escolas para a primeira infância, sua manutenção e funcionamento com bons educadores e adequadamente preparados.

É imperioso que as novas gerações se conscientizem da necessidade de compreender o exato significado da vida como base para a construção de um futuro melhor. Como poderemos redespertar nas crianças o gosto pela leitura, a percepção do quanto se pode aprender lendo livros e escrevendo, de preferência de forma manual com lápis e papel, as coisas que vamos compreendendo?

Para preservar a harmonia e manter o bom funcionamento das equipes, torna-se indispensável fortalecer a consideração. Saber ouvir. Eliminar as brigas. Buscar a reconciliação amistosa, estendendo a mão ao companheiro. Eliminar a inveja, o rancor e a vaidade, a mania de sempre ter razão.

Sem bondade não se constrói nada duradouro. Temos de estar atentos às formas de pensamentos que estão sendo geradas e sintonizar nas positivas. Manter a serenidade, não deixar que a mágoa ou a irritação encontrem brechas. Formas de contentamento são o que há de melhor para embelezar a vida, propiciando equilíbrio emocional e saúde. As sombras se ampliam, os seres humanos permanecem apáticos diante da vida, sem atentar para o brado de alerta de Abdruschin, autor da Mensagem do Graal: “Despertai, ó seres humanos desse sono de chumbo!”.

(*) Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado em Economia e Administração pela USP, articulista, palestrante e escritor.

Antônio Baiano – Um Gigante
Roseli Marla, minha cunhada querida, neste momento de profunda tristeza que todos estamos vivendo com a morte prematura do nosso querido Antônio Baia...
Projeto de lei pretende punir quem ocultar bens no divórcio
Quem milita na área do Direito de Família está, infelizmente, mais do que acostumado a se deparar com inúmeros expedientes para fraudar o direito à m...
Internet, Vínculos e Felicidade
A cada dia estamos passando mais tempo em celulares e computadores. Tanto que muitas vezes, quando maratonamos seriados, até a televisão pergunta: "t...
Origem espiritual da Profecia
Em minha obra Os mortos não morrem, transcrevo estudos abalizados e relatos interessantíssimos sobre a realidade da vida após o fenômeno chamado mort...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions