A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

15/02/2014 13:50

Filantropia e cidadania

Por Luiz Gonzaga Bertelli (*)

Filantropia quer dizer “profundo amor à humanidade; desprendimento; generosidade para com outrem; caridade”, segundo o filólogo Antonio Houaiss. Essa filosofia é uma das premissas que motivam as entidades de assistência social na prática de atividades para a valorização do ser humano. Nesse contexto, o CIEE – que completa 50 anos de atuação em favor dos jovens –, segue infiltrando suas raízes nas áreas mais carentes das grandes cidades, com o objetivo de proporcionar a inserção dos jovens de regiões de vulnerabilidade social no mercado de trabalho.

Um dos exemplos mais significativos dessas ações sociais são os cursinhos pré-vestibulares – que o CIEE mantém na Zona Leste de São Paulo, em uma parceria com comunidades locais, coordenadas pelo padre Ticão, importante líder comunitário e religioso da região, e com a CPV Vestibulares. Com o sucesso do programa, que já facilitou a entrada de dezenas jovens na graduação e em cursos técnicos –, o CIEE está ampliando o número de vagas, de 500 para mil beneficiados a partir deste ano. As matrículas ficarão abertas até o dia 15 deste mês, ou até o preenchimento das vagas.

As aulas são ministradas a partir dos currículos exigidos pelos vestibulares, com aulas de segunda a quinta-feira das disciplinas de língua portuguesa, matemática, história, geografia, química, física, biologia, inglês e redação. Nas sextas-feiras, os alunos ganham uma programação especial, com aulas voltadas para o mercado de trabalho, empregabilidade, orientação profissional e cidadania.

Além desse projeto, o CIEE continua com os postos-volantes nos Centros de Educação Unificados (CEUs) da prefeitura para o atendimento de jovens das comunidades da periferia de São Paulo. Neste mês, serão visitados os CEUs Butantã (13/2); Casa Blanca (18/2); Quinta do Sol (25/02); e Caminho do Mar (12/3).

Essas ações possibilitam que os jovens de áreas carentes façam seu cadastro e sejam encaminhados para vagas de estágio ou aprendizagem, além da possibilidade de acompanhar palestras de orientação profissional e orientação jurídica, que valorizam o acesso à cidadania.

(*) Luiz Gonzaga Bertelli é presidente executivo do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), da Academia Paulista de História (APH) e diretor da Fiesp.

ICMS e agrotóxicos: um exemplo de lucidez em meio ao caos
O amplo conjunto de ações impostas em 2019 por governantes brasileiros no sentido de fragilizar a proteção ao meio ambiente não tem paralelo na histó...
Compliance: benefícios práticos nas empresas
Um dos principais patrimônios de uma organização é, sem dúvidas, sua reputação, que pode ter impacto tanto positivo como negativo nos negócios. Indep...
Um olho no peixe, outro no gato
O agro brasileiro poderia ser bem mais assertivo em sua comunicação com os mercados, aqui e no exterior. Falar mais das coisas boas que faz, seguindo...
Como transformar a nossa relação com a natureza?
Falar em meio ambiente não é algo abstrato. Se traduz no ar puro que respiramos, na água que bebemos e na fauna e flora que nos cercam. Somos depende...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions