A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

21/11/2014 13:48

O sabor das palavras

Por Rosildo Barcellos (*)

UM BEM-TE-VI

O leve e macio
raio de sol
se põe no rio.
Faz arrebol...

Da árvore evola
amarelo, do alto
bem-te-vi-cartola
e, de um salto

pousa envergado
no bebedouro
a banhar seu louro

pelo enramado...
De arrepio, na cerca
já se abriu e seca.

Manoel Wenceslau Leite de Barros. Um bem-te-vi.

Hoje imaginei a tristeza das quintas feiras. Foi assim com Gabriel Garcia Marquez e agora com Manoel de Barros. Ambos alçaram voo em plena quinta feira cinzenta. E como ele dizia “prezo a velocidade das tartarugas mais que as dos mísseis.Pra quem nasceu na barranca do rio,no beco da Marinha na cidade de Cuiabá, hoje é do universo é do tudo porque a poesia é tudo. Deus foi um poeta quando criou o homem a sua semelhança. E quando fez nascer Manoel de Barros em solo mato-grossense nos fez maiores do que realmente somos. E quando ele falava de sapos,cobras,rãs e rios nos mostrava o caminho da felicidade.Porque na poesia descobrimos a felicidade na insignificância e das pequenas coisas.

Além de ser o nosso maior poeta, Manoel de Barros divulgou as belezas e potencialidades do Estado enriquecendo assim, a história da literatura e a cultura do local que ele escolheu para viver ao lado de sua esposa Dona Stella hoje com 93 anos e que se deleitava da presença do o poeta há 67 anos,lá na Rua Piratininga,em Campo Grande,capital do Mato Grosso do Sul. Sua amada agora, precisará entrar em seu adorável fusca e dar a partida para a transposição da alma pantaneira até chegar a beira do Rio Paraguai e entre flores de camalote, respirar o ar do amor. Traduzindo-o em números, o nosso poeta-mor se tornou referência no gênero poesia e teve 34 obras publicadas sendo a primeira em 1937 e a mais recente no ano passado.

No exterior, teve três obras traduzidas em Portugal, França e Espanha. A história do escritor começou com “Poemas Concebidos Sem Pecado",feito artesanalmente por amigos quando ainda tinha 19 anos numa tiragem de 21 exemplares. Tenho a consciência da dificuldade de escrever sobre quem é e sempre será o ourives da escrita, mas na minha memória ficará a cadeira número 1 da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras e as doces palavras de sua filha Martha que no último adeus,com os olhos rasos d'água... recitou um dos versos que ele mais gostava“Do lugar onde estou, já fui embora.”

(*) Rosildo Barcellos, articulista

Triste boa notícia
A leitura é um dos maiores prazeres da vida. Mergulhar fundo no mar de palavras de belezas naturais, que ficam maravilhosas quando juntadas com maest...
Fim do Ministério do Trabalho: avanço ou supressão de direitos?
Numa eleição marcada por antagonismos e forte polarização, todo ato do presidente eleito tem sido motivo de fortes críticas, com especial endosso e e...
Brasil — Vocação para o progresso
Nas comemorações dos 129 anos da Proclamação da República, reflitamos sobre o papel do Brasil no contexto mundial, que é também o de iluminar as cons...
Eu sou eu e...
A busca de orientação para nortear nossas vidas nos proporciona caminhos os mais variados. Na medida em que essa busca se realiza por meios que se ba...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions