ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 33º

Artigos

Para moradores, fumaça após queda de caça da FAB era das queimadas “de sempre”

Ao perceber pane, piloto manobrou avião para que caísse em área desabitada e ejetou-se

Por Anahi Zurutuza e Mirian Machado | 13/09/2021 15:15
Aeronave ficou completamente carbonizada após queda. (Foto: Marcos Maluf)
Aeronave ficou completamente carbonizada após queda. (Foto: Marcos Maluf)

Moradores e trabalhadores dos fundos do Coophavilla, região onde avião da FAB (Força Aérea Brasileira) caiu no fim da manhã desta segunda-feira (13), não viram o momento do acidente. Muita gente só percebeu o céu foi tomado por fumaça, mas nem deu importância, porque por lá, queimadas são frequentes.

“Mas não vi nada, não escutei nada. Só vi a fumaça. Fiquei sabendo que era o avião depois, por matérias que colocaram no grupo do condomínio”, conta a síndica Luana Aiva Ferreira, 30 anos, do Residencial Portal da Laranjeiras 2.

José Gonçalves achou que fumaça era "fogo na braquiária". (Foto: Marcos Maluf)
José Gonçalves achou que fumaça era "fogo na braquiária". (Foto: Marcos Maluf)

Pedreiros na construção de outro residencial na região, José Gonçalves, 52, e José Cardoso, de 49 anos, viram a fumaça de longe, mas só notaram que não era um simples incêndio, quando viaturas do Corpo de Bombeiros e PM (Polícia Militar) passaram por eles a todo vapor. “Cheguei para trabalhar era meio-dia mais ou menos e percebi essa fumaça toda uma meia hora depois, mas não liguei não. Achei que era fogo na braquiária”, afirma Gonçalves.

O mestre de obras José Teodoro , de 58 anos, tinha outra teoria. “Achei que era foto no lixão. Mas quando vi a PM, estranhei. Não tinha porque ir polícia lá”.

Aline Granchi, também moradora da região, gravou stories no Instagram logo depois do acidente, mas também não testemunhou o momento da queda. “Estou em choque, porque poderia ter caído em cima da minha casa”, afirmou.

Nuvem de fumaça se formou após acidente. (Foto: Marcos Maluf)
Nuvem de fumaça se formou após acidente. (Foto: Marcos Maluf)

O acidente – O acidente aconteceu pouco depois da 11h de hoje. Conforme informado pela FAB, ao perceber pane na aeronave, o piloto manobrou o caça A-29 Super Tucano até uma área desabitada – plantação de milho ao lado da Fazenda Cerradinho – e ejetou-se antes da queda.

O piloto foi resgatado por um helicóptero H-60 Black Hawk, do Esquadrão Pelicano, e passa bem, também conforme informações divulgadas pela FAB.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e contou com a ajuda de funcionários da fazenda e um trator para apagar o incêndio na aeronave e na vegetação em volta. Pelo menos 10 hectares da lavoura de milho queimaram.

Por causa da situação, o espaço aéreo da Capital ficou todo fechado das 11h20 até às 13h59, segundo a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário