A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

12/08/2014 08:50

Parcerias estratégicas multiplicam criatividade e melhoram o atendimento

Por Eduardo Sani (*)

Não é segredo para ninguém a rotina alucinante das agências de publicidade brasileiras. Principalmente entre as empresas de pequeno e médio porte, o desafio é correr contra o relógio para dar um bom atendimento ao cliente, desenvolver e executar projetos criativos e tudo isso com prazos curtos e budgets reduzidos.

Para driblar esse corre-corre diário, muitas agências têm recorrido à terceirização de serviços, uma alternativa que alivia o fluxo de trabalho e contribui para a maior qualidade de execução dos jobs. Como principal vantagem, as agências não necessitam ter equipes enormes e multidiplinares, mas contam com o apoio de parceiros estratégicos que se dedicam integralmente à função.

Hoje, oferecer serviços que combinem ações offline e online são fundamentais para o plano de mídia de uma marca, e saem na frente as agências que não só criam grandes ideias, mas também as colocam em prática com assertividade. O pulo do gato, no entanto, é em vez de gastar energia com todo o processo de desenvolvimento e execução das campanhas, otimizar o tempo, se dedicando apenas à criação. Cabe às agências parceiras executar a campanha.
Essa tendência tem sido vista principalmente em ações voltadas para a internet. Como existem agências especializadas em plataformas digitais, esses projetos acabam sendo melhor desenvolvidos por elas, daí a vantagem de contratá-las como parceiras e evitar dor de cabeça. Nesse sentido, a experiência de mercado e a confiança de que a empresa vai dar conta do recado são essenciais para que a parceria seja bem-sucedida.

Conhecer o que a agência parceira tem a oferecer é o primeiro passo para a tomada de decisão. Como vantagem, a agência economizará recursos e tempo e não precisará contratar pessoal extra para ações que fujam do seu core business.

É importante também verificar se ela tem experiência e know-how nas áreas de atuação, dessa forma será possível contribuir com insights para o plano de mídia dos clientes, dando apoio ao desenvolvimento de ações estratégicas para a marca. Deixando a parte operacional sob responsabilidade do parceiro, a agência pode concentrar seus esforços no atendimento ao cliente e nas estratégias para aumentar seus resultados e satisfação.

No final das contas, unir forças com agências especializadas é uma alternativa benéfica para quem deseja aumentar sua base de clientes, sem abrir mão da qualidade de seu atendimento e serviços oferecidos.

(*) Eduardo Sani é consultor de Marketing Digital da Uselink (www.uselink.com.br)e desenvolvedor do programa de 14 semanas baseados no modelo europeu por performance. Foi responsável por trabalhos digitais do Grupo Pão de Açúcar, Cyrela e Fastshoes e teve passagens pelo Grupo TV1 e Inter.net. eduardo@uselink.com.br

A carne que sofre
A “Operação Carne Fraca”, deflagrada pela Polícia Federal no último dia 17 de março, já começa a surtir seus efeitos nefastos no elo mais fraco da ca...
O poder da comunicação
No artigo anterior vimos sobre a operação da Polícia Federal, “CARNE FRACA”, e as questões éticas que resvalam na população. Em complemento àquele ar...
Dentro de casa só a verdade
Como viver em família mascarando a verdade? Não sei como é em sua casa, mas assumir a verdade em seu lar é a melhor escolha. Podem existir situações ...
Carne Fraca: operação eficaz ou midiática?
O dia 17 de março de 2017 marcou três anos da prisão de Alberto Youseef, estopim da operação Lava Jato. Em 17 de abril de 2014, o Brasil começava a m...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions