A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

25/11/2014 09:17

Reunião familiar, uma necessidade!

Por Wilson Aquino (*)

Além de aplacar o calor, produzir alimentos, lavar as ruas, árvores, telhados e animais, a chuva é benéfica também para a família, principalmente quando constante, com queda de temperatura e de fornecimento de energia elétrica. Evita que pais e filhos se dispersem, reúne todos dentro de casa e pressiona para que o Lar dê o melhor de si para o aconchego e alegria de todos.

Reunidos, enquanto a chuva cai, faz surgir o raro diálogo familiar; põe as conversas em dia; faz brotar opiniões sobre os mais variados assuntos que ricamente vêm à tona.

Perdurando esse clima, favorece a chegada a um ponto alto do relacionamento familiar: o campo fértil das recordações, das lembranças de infância, dos episódios engraçados, que levam todos a sorrir, a gargalhar.
Aflora fatos, carinhosamente trazidos do passado, e que são elementos poderosíssimos de fortalecimento da família, pois são alicerces da sua história. Recordá-los enche a todos de orgulho, confiança, alegria e enobrece os laços que os une.

Os (bons) pais são os primeiros a perceber esse clima especial provocado pela ação das chuvas. Eles veem seus filhos sentados, atentos a tudo o que se diz, querendo ouvir mais e mais. Sedentos por história da família. Em momentos assim é que se conhece (mais) sobre quem foram seus antepassados: nomes, profissões, fatos marcantes, suas aventuras num tempo em que as coisas eram muito mais difíceis para se locomover, estudar, trabalhar, viver...

São eles também, os pais, que passam a desejar que aquele clima não acabe, que a chuva lá fora continue e que a energia não volte, para que a criançada não corra para os eletrônicos, especialmente os computadores e a televisão.
São os (bons) pais que sentem que precisam aproveitar bem esse (raro) momento da família reunida.

Com base nessa experiência, da chuva, da falta de energia elétrica, muitas famílias adotam esses encontros familiares, onde se desligam televisores, computadores e celulares, mesmo sem chuva, de vez em quando, para se confraternizar em torno do diálogo, da boa conversa e brincadeiras.

Essa modalidade, de reunir a todos para boas e agradáveis conversas onde se agradece também a Deus pelas bênçãos recebidas, é prática comum e incentivada entre os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Trata-se da “Reunião Familiar”, um programa divinamente inspirado, realizado semanalmente, que proporciona crescimento espiritual a cada membro da família, ajudando-o a vencer obstáculos e tentações que se encontram em toda parte. As lições aprendidas no lar são as mais duradouras.

As noites familiares, como também são chamadas ajudam cada pessoa que dela participa, pois desenvolve o amor e a confiança no Pai Celestial e amplia a compreensão das pessoas a respeito do evangelho, fortalece as relações familiares e incentiva cada um a desenvolver seus talentos. Vizinhos e amigos também são bem vindos nessas reuniões que terminam com a degustação de saborosos pratos.

Então, com ou sem chuva, arrumar um tempo para família é vital para seu fortalecimento. Desligar tudo (televisores, celulares, computadores) e sentar na sala para conversar, enaltecer as qualidades de cada um, estabelecer metas, aparar arestas e se aperfeiçoar nos ensinamentos e mandamentos de Deus é imprescindível para o sucesso da maior e mais importante célula da sociedade, a Família.

(*) Wilson Aquino, jornalista, professor e cristão SUD.

Como financiar a gratuidade de nossas universidades?
Quando falamos em financiamento do estado três questões devem ser respondidas ao mesmo tempo: quem irá contribuir, com quanto e como esses recursos t...
Porto Canuto: ponto final ou início de uma história!
A vida não é uma mera sucessão de fatos e acontecimentos. Rememorei a “Retirada da Laguna” e comparei com os nossos problemas atuais. A coluna brasil...
Previdência Social é direito, não mercadoria
Em 13 de maio de 2016, um conhecido me disse que, já antes de 1888, os escravos no Brasil podiam ser livres: era somente comprarem sua alforria. Come...
Aonde vamos em uma administração
Apesar da proposta do Programa de Metas ser construída por uma gestão e indicar os projetos e propostas que ela propõe implantar neste mandato, exist...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions