A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

30/11/2011 12:10

Startups: empreendedorismo online focado no brasileiro

Por Eduardo Marques*

Novos dados indicam que os brasileiros gastam boa parte do seu tempo online em sites de comércio eletrônico. Segundo levantamento da IBOPE Nielsen, os sites de comercio eletrônico chegaram a 32,3 milhões de usuários únicos no mês de outubro. Isso representa 58,8% dos usuários brasileiros ativos no mês.

Esses dados nos mostram que o brasileiro está querendo consumir. Agora, por que não aproveitar esse momento para investir em um negócio digital? Afinal, cada vez mais as plataformas digitais farão parte do nosso cotidiano e os números de outubro podem estar indicando apenas o começo de uma virada no nosso atual comportamento de consumo. São ilimitadas as possibilidades de negócios. Aqui vão algumas dicas.

Segmente - Não bata de frente com empresas estruturadas a anos caso você não tenha uma ideia muito bem elaborada em um plano de negócios. Busque fornecer soluções inovadoras a nichos que tenham a ver com o que você domina. Mercados regionais também são uma alternativa interessante.

Estruture - Escolha entre átomos ou bytes. Afinal, sua empresa venderá produtos que serão enviados pelo correio ou baixados no celular/computador? Para cada uma dessas opções, há uma dinâmica diferente de se faturar e fazer negócios.

Pondere - Seja crítico, mas não demais. Novos serviços nascem a toda hora e aquela sua ideia talvez não seja tão absurda assim. Mesmo com pouco capital inicial é possível criar uma empresa de sucesso.

Avalie - Diferente de uma empresa física, uma empresa online possui certas vantagens. Use e abuse dos relatórios de acesso para traçar perfis e identificar comportamentos. Identificar necessidades e estabelecer relacionamentos ficou muito mais simples do que antigamente.

Foque - Meça o retorno de suas ações de marketing com mais precisão e inove nas redes sociais. Pra cada tipo de público, uma comunicação e uma oferta diferente. Em um universo de abundância, passamos a dar valor àquilo que tem um tom de exclusividade. Personalizações e contato pessoal criam lealdade.

Enfim, um bom negócio online para um ávido consumidor brasileiro será aquele que trouxer valor sem perder a praticidade. Use sua criatividade e boa sorte! Seja bem-vindo a um grupo cada vez maior de empreendedores.

(*) Eduardo Marques é publicitário com MBA em Marketing e estratégias digitais pela Universidade Federal do Paraná

Um olho no peixe, outro no gato
O agro brasileiro poderia ser bem mais assertivo em sua comunicação com os mercados, aqui e no exterior. Falar mais das coisas boas que faz, seguindo...
Como transformar a nossa relação com a natureza?
Falar em meio ambiente não é algo abstrato. Se traduz no ar puro que respiramos, na água que bebemos e na fauna e flora que nos cercam. Somos depende...
Sem comunicação não há evolução
Os líderes do agronegócio hoje concordam que precisamos dialogar muito mais com a sociedade urbana, pois sem isso não teremos aderência nas necessida...
A Ciência e o desenvolvimento: o óbvio que deve ser lembrado
Um país só se desenvolve se tiver ciência sólida que se transforme em tecnologia empregada pelo setor produtivo. Isso tem sido sobejamente demonstrad...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions