ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 33º

Cidades

Com falhas no sistema nacional, MS confirma mil casos e 5 mortes por covid

Sistema nacional de informações da covid-19 já apresentou falhas em outros momentos, que podem gerar falsa impressão da pandemia

Guilherme Correia | 24/02/2021 11:41
Pedestres caminham no Centro de Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Pedestres caminham no Centro de Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Boletim epidemiológico desta quarta-feira (24) traz 1.092 infectados e cinco mortos pela covid-19 em Mato Grosso do Sul, registrados nas últimas 24 horas. O número "baixo" de fatalidades, se comparado a registros anteriores - ontem foram 17, por exemplo - ocorre por instabilidade no banco de dados do Ministério da Saúde.

"Informamos que o sistema nacional Sivep Gripe encontra-se com instabilidade de acesso, portanto, os dados publicados na presente data, tendo como fonte o sistema, estão comprometidos e serão atualizados mediante normalização", diz nota no boletim de hoje.

Mesmo com os problemas técnicos, houve novos registros que acresceram a conta de vítimas fatais, referentes a mortes nos municípios de Miranda (2), Campo Grande, Dourados e Rio Verde de Mato Grosso.

A secretária-adjunta em Saúde, Crhstinne Maymone, também frisou esse problema durante coletiva na manhã de hoje. "Temos problemas nos bancos de dados dos óbitos. Provavelmente deve haver mais óbitos, assim que o sistema voltar a ter a sua estabilidade, daremos transparência a eles", avisou.

É importante ressaltar que essa situação já aconteceu algumas outras vezes, como por exemplo na segunda semana de novembro, o que pode gerar uma "falsa impressão" da pandemia.

Boletim atualizado - O total de casos por dia já esteve, em média, abaixo de 700 em fevereiro, o que mostra um avanço na infecção entre sul-mato-grossenses. Ao todo, o Estado acumula 3.246 óbitos e 178,2 mil casos.

Há 509 pacientes internados, conforme boletim, número que tem se mantido em patamar um pouco mais elevado há algumas semanas. O titular da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Geraldo Resende, alertou que esse índice pode trazer problemas para a gestão das estruturas públicas de saúde.

Há lugares como Dourados, Ponta Porã, Naviraí, e até mesmo em Campo Grande, com o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul [...] no limite de capacidade de leitos de UTI [Unidade de Terapia Intensiva] para nossa gente

Por fim, ele também reforçou que 13,8 mil vacinas contra a covid-19 serão remanejadas de cidades onde há comunidades indígneas e houve uma "sobra" dos imunizantes. "Queremos construir essa possibilidade de imunizar quem de fato tá ávido e ansioso para ter acesso a vacina", completou.

Conforme já apurado pelo Campo Grande News, 22,5 mil doses da vacina Astrazeneca serão entregues ainda hoje, e pouco mais de 10 mil devem chegar nos próximos dias para o Estado.

Nos siga no Google Notícias