ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 17º

Cidades

Com taxa de 113%, Capital é único lugar de MS a ter superlotação em UTI nesta 3ª

Apesar disso, as demais macrorregiões de saúde têm índices beirando os 100%

Por Guilherme Correia | 22/06/2021 11:23
Paciente com covid-19 é atendido no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (Foto: Saul Scharmm/Governo estadual)
Paciente com covid-19 é atendido no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (Foto: Saul Scharmm/Governo estadual)

Atualmente, Campo Grande é a única região que possui todos os leitos ocupados por pacientes com ou sem coronavírus, e trabalha com um excedente de 13% acima da capacidade.

As demais macrorregiões, contudo, também apresentam índice alarmante. São elas Três Lagoas (99%), Corumbá (97%) e Dourados (93%).

Taxa de ocupação de leitos vinculados ao Sistema Único de Saúde em cada macrorregião de saúde (Foto: Reprodução/SES)
Taxa de ocupação de leitos vinculados ao Sistema Único de Saúde em cada macrorregião de saúde (Foto: Reprodução/SES)

Essas informações foram retiradas de boletim epidemiológico publicado nesta terça-feira (22) pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), que confirmou 38 óbitos e 1,2 mil infectados pelo coronavírus em Mato Grosso do Sul.

Maior parte dessas vítimas (24) eram pacientes com menos de 60 anos. O perfil de mortos têm rejuvenescido ao longo dos últimos meses por conta de novas variantes mais infecciosas, que atingem os mais novos, bem como pelos pequenos benefícios que a vacinação já traz, garantindo maior proteção contra a doença aos mais velhos, que já foram imunizados com duas doses em maior quantidade.

Conforme tem sido noticiado, Dourados, que é segunda maior cidade de MS e recebe pacientes de diversos municípios ao redor, conseguiu reduzir a fila de espera por leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) depois de decretar lockdown por 14 dias. Até ontem (21), não havia pessoas nessas condições, enquanto a Capital registrou 82 pacientes.

Desde o início da pandemia, são 325,5 mil casos confirmados e 7.864 mortes contabilizadas em território sul-mato-grossense.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário