ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Corumbaense de 52 anos morre por dengue, 11º caso no ano em MS

Vítima tinha diabetes e hipertensão. Óbito foi em março, mas só foi confirmado nesta semana

Por Gabriel Neris | 17/06/2021 10:52
Agente de saúde observa água parada em quintal de residência (Foto: PMCG)
Agente de saúde observa água parada em quintal de residência (Foto: PMCG)

Mulher de 52 anos, moradora de Corumbá, é a 11ª vítima da dengue em Mato Grosso do Sul ao longo deste ano. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

O óbito ocorreu no dia 30 de março, mas a causa foi confirmada na terça-feira, conforme o boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde). A mulher tinha diabetes e hipertensão.

Esta é a segunda morte por dengue no município. Campo Grande e Dourados também registraram duas mortes cada. Os outros óbitos ocorreram em Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Nova Alvorada do Sul, Ivinhema e Caarapó. Março foi o pior mês para o Estado, com cinco mortes.

Mato Grosso do Sul tem 11.416 notificações de dengue. Três Lagoas lidera o número de casos confirmados com 1.597, seguido por Corumbá, com 857, Maracaju, com 474 casos, e Campo Grande, com 327.

O Estado ainda tem 24 municípios com alta incidência da doença, acima de 300 casos por 100 mil habitantes.

Estão na lista Bataguassu, Antônio João, Figueirão, Aparecida do Taboado, Ivinhema, Corumbá, Camapuã, Selvíria, Três Lagoas, Itaquiraí, Brasilândia, Paraíso das Águas, Maracaju, Inocência, Rio Brilhante, Santa Rita do Pardo, Ladário, Água Clara, Chapadão do Sul, Nova Alvorada do Sul, Deodápolis, Angélica, Juti e Paranaíba.

Campo Grande está em bandeira verde, com baixa incidência, abaixo de 100 casos por 100 mil habitantes.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário