ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, QUARTA  25    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Depois de liberdade concedida por erro, Hugleice se apresenta no MT

Réu por morte de Marielly durante aborto malsucedido, ele também cumpre pena por tentar matar a mulher

Por Marta Ferreira | 02/09/2020 18:24
Hugleice durante a prisão de 2018, em Alto Taquari, no Mato Grosso. (Foto: Alto Taquari em Pauta)
Hugleice durante a prisão de 2018, em Alto Taquari, no Mato Grosso. (Foto: Alto Taquari em Pauta)

Teve fim nesta tarde a liberdade concedida por erro a Hugleice da Silva, de 37 anos, réu em Mato Grosso do Sul pela morte de Marielly Barbosa, de 19 anos, durante aborto malsucedido em 2011, e preso no estado vizinho por violência doméstica.

 O advogado dele, José Roberto Rosa, levou Hugleice para se apresentar e voltar a cumprir a pena na Penitenciária de Mata Grande, em Rondonopolis, de onde ele foi solto na sexta-feira (28 de agosto).

Conforme o advogado informou, levaria o cliente para a Delegacia de Polícia Civil de Alto Taquari e de lá ele iria para o presídio.

O próprio defensor havia afirmado que a soltura se deveu a falha da Penitenciária, situação que admitida pelas autoridades mato-grossenses.

Além de responder pela morte da cunhada, que aconteceu há 9 anos, ele também é acusado de tentar matar em 2018, Mayara Barbosa, irmã mais velha de Maryelly.

 A liberdade concedida era no processo de Mato Grosso do Sul. Após decisão favorável, o alvará de soltura foi enviado à direção da penitenciária, que soltou Hugleice sem verificar o outro mandado de prisão que o mantinha na cadeia.

Hugleice foi preso em dezembro de 2018, quando esfaqueou Mayara em uma crise de cíumes. crime aconteceu em Alto Taquari. Depois disso, ele fugiu e foi capturado em Dourados.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário