ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Doses da Janssen chegam ao Brasil, mas sem data para desembarcar em MS

Ainda não há previsão de quando começa a distribuição para os estados; MS deve ter 38,4 mil doses

Por Anahi Zurutuza | 22/06/2021 08:33
Primeira remessa de vacinas da Janssen desembarcou debaixo de chuva em Guarulhos nesta manhã (Foto: TV Globo/Reprodução)
Primeira remessa de vacinas da Janssen desembarcou debaixo de chuva em Guarulhos nesta manhã (Foto: TV Globo/Reprodução)

Lote com 1,5 milhão de doses da Janssen, vacina fabricada pela multinacional do grupo Johnson & Johnson, chegaram ao Brasil nesta manhã, conforme divulgado pelo Ministério da Saúde. Ainda não há previsão, contudo, de quando começa a distribuição para os estados e nem se promessa de que Mato Grosso do Sul receberá 38,4 mil doses será cumprida.

A remessa virá pela metade, conforme informou o ministro Marcelo Queiroga, durante audiência no Senado. “Em relação à vacina da Janssen, senador, essas vacinas estavam previstas, no nosso calendário, para o último trimestre do ano. Eram 38 milhões de doses. Inicialmente, negociamos com a Janssen, e eles iriam nos antecipar, na semana passada, 3 milhões de doses. Lamentavelmente, não foi possível a chegada dessas 3 milhões de doses”.

O desembarque do primeiro lote da vacina foi em Guarulhos (SP). Depois que chegam ao Brasil, geralmente, vacinas recebem “confere” da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), são etiquetadas em português e só depois, enviadas aos estados, processo que leva alguns dias, segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde).

O Campo Grande News também questionou o Ministério da Saúde, que ainda não respondeu às perguntas da reportagem.

A ansiedade pela chegada das doses da Janssen é porque a fórmula promete imunidade contra o novo coronavírus em uma única aplicação, o que pode acelerar a vacinação da população adulta.

O imunizante, conforme estudos, tem eficácia de 85% na prevenção de casos graves da covid-19, além de oferecer proteção completa contra hospitalização e morte pela doença.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário