ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 29º

Comportamento

Mãe dá à luz a gêmeas e se despede de uma delas durante o parto

Família ainda precisa de ajuda para arcar com custos de tratamento que permitiu que uma das bebês sobrevivesse

Por Lucia Morel | 27/01/2022 16:57


O misto de alegria e tristeza nunca foi tão real na vida da nutricionista Thaiana Loena Fraga, de 29 anos, como agora. Mãe da pequena Maria Alice, que nasceu na última terça-feira, ela também viu pela primeira vez Maria Heloísa, que não sobreviveu à síndrome desenvolvida pela mãe durante a gestação.

Nas redes sociais, Thaiana comemorou a chegada de uma delas, mas também chorou a despedida da outra. “Nossas meninas nasceram hoje, 25/01/2022, e hoje também nós nos despedimos da Heloísa, com todo amor. E conhecemos nossa Alice, que veio cheia e saúde e perfeita, graças a Deus!”.

A pequena Maria Alice. (Foto: Arquivo Pessoal)
A pequena Maria Alice. (Foto: Arquivo Pessoal)

Em outra postagem, ela chama Maria Heloísa de “anjinha” e que a levará para sempre no coração. “Minha Heloísa, para sempre em meu coração. Onde quer que eu vá vou te levar sempre no meu pensamento. Minha pequena anjinha, meu sonho mais lindo!”.

Ao conversar com a reportagem, a nutricionista segurou o choro diante do paradoxo de se encantar com Alice e precisar ter forças para lidar com Heloísa sem vida. “Não sei te falar como me sinto direito, porque vamos ter que enterrar a Heloísa ainda, meu marido não está aqui, e a gente fica bem mais frágil no pós-parto. Estou alegre, feliz porque a Alice nasceu, mas é um misto. A gente segura bastante o choro”.

O marido, Pedro Artur, tem uma hamburgueria em Sorriso (MT), onde o casal mora. Mas diante dos problemas na gravidez, ela veio para Campo Grande, onde está a família de ambos. “Está sendo difícil. Meu marido voltou para Sorriso, Alice está na amamentação, aprendendo a mamar, ela suga e para e isso complica. E também fico pensando no enterro”, confessa.

O suporte, segundo ela, vem de Deus e da família. “Eu a vi ainda na sala de cirurgia, a Maria Heloísa sem vida. Eu a peguei, abracei, beijei”, lembra, arranjando forças para não chorar novamente.

Thaiana ao lado de Maria Heloísa. (Foto: Arquivo Pessoal)
Thaiana ao lado de Maria Heloísa. (Foto: Arquivo Pessoal)

Ajuda – Para que uma das gêmeas sobrevivesse, Thaiana passou por cirurgia que custou R$ 80 mil. Ela e a família tentam levantar esse valor com duas rifas e uma vaquinha virtual.

Uma das rifas é de uma televisão Samsung de 50 polegadas. Cada um dos 300 números é R$ 30,00. Outro item é uma tábua para churrasco de alto padrão ao custo de R$ 4,00 o número. O segundo colocado ainda ganhará um PIX de R$ 200,00.

Já a vaquinha pretende alcançar doação de R$ 37 mil, mas arrecadou apenas R$ 985,00 até agora. Para ajudar, acesse aqui, faça um PIX usando celular (67) 99231-8098 ou chame no mesmo número por mensagem.

Nos siga no Google Notícias