ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Governo estadual vai chamar mais concursados a partir da próxima semana

Servidores vão atuar na segurança, Procon, Iagro e Agraer

Por Gabrielle Tavares | 23/06/2022 16:29
Governador em agenda realizada no município de Três Lagoas. (Foto: Divulgação/Governo do Estado)
Governador em agenda realizada no município de Três Lagoas. (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

Na próxima semana, 1.354 pessoas serão convocadas para assumir cargos públicos em 26 funções na gestão estadual de Mato Grosso do Sul. A informação foi passada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante agenda pública em Três Lagoas.

As homologações começarão a partir de sexta-feira (24) e as convocações dos novos servidores serão publicadas ao longo da próxima semana, entre os dias 27 de junho e 1º de julho. De acordo com o governo do Estado, os novos servidores custarão R$ 11 milhões por mês.

"Com essas nomeações, o Governo do Estado irá reforçar a segurança dos presídios, as investigações policiais, melhorar o aprendizado dos nossos alunos, a fiscalização do Procon, o trabalho da Iagro e da Agraer, o atendimento à saúde e a atuação da procuradoria. Estamos nomeando servidores de todos os concursos abertos, não apenas gerando empregos, mas melhorando os serviços públicos e o atendimento”, afirmou Azambuja.

Os funcionários serão alocados na Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), em cargos de médicos legistas, peritos criminais, papiloscopistas, agentes de polícia científica, delegados de polícia e policiais penais.

Além da SED (Secretaria de Estado de Educação), no cargo de professores; e para a Sedhast (Secretaria de Direitos Humanos e Assistência Social), onde serão nomeados gestores de ações sociais. O Procon também ganhará novos gestores, fiscais, assistentes e agentes fiscais.

A Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) receberá novos fiscais estaduais agropecuários (agrônomos e médicos veterinários), enquanto a Agraer nomeará gestores de desenvolvimento rural, pesquisadores, gestores sócio-organizacionais, técnicos de desenvolvimento rural e agentes de serviços sócio-organizacionais.

Na SES (Secretaria de Estado de Saúde), serão novos auditores, especialistas, assistentes e auxiliares de serviço de saúde e fiscais de vigilância sanitária. Por fim, a CGE (Controladoria-Geral do Estado) receberá novos auditores e a PGE, procuradores.

A secretária de Estado de Administração, Ana Nardes afirmou ainda que o governador autorizou abertura de novo concurso no próximo semestre do ano, para compor cargos administrativos do Estado.

Nos siga no Google Notícias