ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

MS está pronto para distribuir doses em 48h, afirma secretário de saúde

Distribuição de doses aos estados está prevista para esta segunda-feira (18) às 7 horas, segundo Ministério da Saúde

Por Ana Paula Chuva | 17/01/2021 16:03
Enfermeira preparando dose da CoronaVac aplicada hoje. (Foto: Governo de São Paulo)
Enfermeira preparando dose da CoronaVac aplicada hoje. (Foto: Governo de São Paulo)

Mato Grosso do Sul estáe preparado para receber as doses das vacinas contra o coronavírus, que tiveram seu uso emergencial aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) neste domingo (17).

Ao Campo Grande News, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende disse que já está em contato com o Ministério da Saúde para resolver a entrega das doses anunciada para esta segunda-feira (18).

“Mato Grosso do Sul está preparado para receber as doses da vacina enviadas pelo Ministério Público. A distribuição aos municípios deve ser feita em no máximo 48 horas contadas a partir do momento em que as doses  tocarem o solo sul-mato-grossense", declarou Geraldo.

Em postagem no Instagram, o secretário disse ainda se tratar de um momento de muita emoção e esperança para o país, mas principalmente para os profissionais de saúde. "Bravos e invencíveis que estão há meses na linha de frente  dessa guerra e devem ser os primeiros a receberem a vacina", escreveu.

Durante coletiva de imprensa nesta tarde, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello anunciou que a partir das 7 horas de amanhã as doses começam a ser distribuídas para os estados e o início da imunização está previsto para quarta-feira às 10h.

Plano Estadual - Na versão inicial do Plano Estadual de Vacinação, que ainda será divulgado, estão previstas três fases para aplicação das doses, sendo que só na primeira está prevista a imunização de ao menos 713.296 pessoas, mas pode chegar aos 890.623 se houver a inclusão de outros grupos prioritários não listados pelo Ministério da Saúde ainda.

Grupos inicialmente listados como prioritários (Foto/Reprodução)
Grupos inicialmente listados como prioritários (Foto/Reprodução)

No entanto, a coordenação Estadual de Vigilância Epidemiológica tem em estoque 343. 111 seringas e agulhas, que atende 48% do público previsto para a imunização na primeira fase, porém se considerarmos os 890.623 o índice cai para 38,5%.

Aprovação – Hoje a Anvisa aprovou o uso emergencial das vacinas AstraZeneca da Oxford e a CoronaVac do Instituto Butantan. Em São Paulo inclusive uma enfermeira da linha de frente no enfrentamento a doença foi a primeira a receber a dose do imunizante.

Sobre a eficácia dos imunizantes, a vacina AstraZeneca fechou em 70% de eficácia geral e a CoronaVac em 50,38%. O que significa que se a pessoa receber a dose do imunizando de Oxford ele tem 30% de chance de desenvolver a doença apenas. E 49,62% no caso da vacina chinesa.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário