A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Setembro de 2019

28/08/2019 17:10

MS recebe 23 mil doses extras de vacina contra sarampo para bebês

Do total, 3,5 mil já estão sendo distribuídas nas unidades de saúde em Campo Grande, que tem um caso da doença em investigação

Marta Ferreira
O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, divulgou as informações sobre a estratégia para combater o sarampo. (Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde)  O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, divulgou as informações sobre a estratégia para combater o sarampo. (Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde)

Mato Grosso do Sul recebeu 23.749 doses extras de vacina contra sarampo, como parte do esforço do Ministério da Saúde para impedir o avanço da doença, com casos registrados em 13 estados no País. Essas doses são destinadas aos bebês entre seis meses e 11 meses e nove dias.
No Estado, segundo a Secretaria de Saúde, foram registradas este ano 27 suspeitas da doença e 19 foram descartadas. Isso significa que 8 casos ainda estão sendo investigados, entre eles o de um bebê de 10 meses, de Campo Grande, que ainda não havia recebido a imunização.
Das vacinas que foram enviadas para o Estado, 3,5 mil são para a Capital. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) informou que elas já estão sendo distribuídas conforme a necessidade das unidades de saúde.

Na semana passada, depois da divulgação da suspeita envolvendo a criança, a procura por vacinas aumentou tanto na rede pública quando na privada. Sobre essa notificação, a Secretaria diz que ainda faltam resultados de exames conclusivos. A criança apresentou sintomas típicos da doença e foram feitos dois testes, um local e outro enviado para a Fundação Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro.

A suspeita é que, se for confirmado, seja um caso “importado”, ou seja o contágio da criança ocorreu em outro estado, em São Paulo. Um outro registro, na semana retrasada, envolveu um médico, que veio de São Paulo para passear em Campo Grande e descobriu estar com sarampo. Registros assim são contabilizados para o estado onde a pessoa contraiu a doença.

Esforço nacional - O Ministério da Saúde divulgou nesta tarde um novo boletim sobre a doença e também a informação do envio de 1,6 milhão de doses extras da vacina tríplice viral a todos os estados, para garantir a dose extra contra o sarampo em todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias.

Para os 13 estados que estão em situação de surto ativo de sarampo, vão ser destinadas, 960.907 mil doses. Desse total, 56% já foi enviado para o estado de São Paulo, que concentra 99% dos casos e que acaba de registrar o 1º óbito pela doença neste ano.

A confirmação consta no boletim epidemiológico de sarampo divulgado, nesta quarta-feira (28), pelo Ministério da Saúde. A vítima foi um homem de 42 anos, nunca vacinado. Nesta faixa etária, a pessoa deve ter pelo menos uma dose da vacina.

“O Ministério da Saúde está trabalhando para encerrar essa transmissão do vírus do sarampo com a maior rapidez possível, e assim, recuperar o certificado de eliminação do sarampo no Brasil. Para isso, a pasta tem atuado de forma integrada com os estados e municípios, para intensificar as ações de cobertura vacinal na rotina, além das vacinações de reforço nas crianças, que é a faixa etária com maior risco para complicação em decorrência da doença, e de bloqueio”, ressaltou o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, em material divulgado pela assessoria de imprensa.

O governo federal afirma ter adquirido 28,7 milhões de doses adicionais de vacinas contra sarampo, que irão garantir o abastecimento do país até 2020.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions